Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Quase 14 mil crianças morreram em Gaza desde o início da guerra com Israel, diz Unicef

    Entidade da ONU aponta, ainda, que cerca de 19 mil crianças estão órfãs em meio ao conflito entre Israel e Hamas

    Crianças palestinas em Khan Younis, na Faixa de Gaza
    Crianças palestinas em Khan Younis, na Faixa de Gaza Mohammed Salem/Reuters (27.nov.23)

    Hande Atay Alamda CNN

    Mais de 13.800 crianças foram mortas na Faixa de Gaza desde o início da guerra entre Israel e Hamas, segundo a Diretora Executiva do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), Catherine Russell.

    “Milhares de pessoas ficaram feridas e milhares estão à beira da fome”, disse ela durante uma entrevista coletiva em Nova York.

    Numa declaração separada, a ONU Mulheres – entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres – afirmou que “uma criança é ferida ou morre a cada 10 minutos” em Gaza.

    Além disso,  a entidade afirma que mais de 10 mil mulheres foram mortas em Gaza desde o início da guerra, e 6 mil delas deixaram 19 mil crianças órfãs para trás.

    A especialista em comunicação da Unicef, Tess Ingram, que visitou recentemente o enclave, disse em Genebra, na terça-feira, que o que a impressionou foi o número de crianças feridas que viu.

    “Não apenas nos hospitais, mas nas ruas, nos seus abrigos improvisados, vivendo as suas vidas agora permanentemente alteradas”, disse ela.

    A CNN não pode verificar de forma independente os números de mortes devido à falta de acesso da mídia a Gaza.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original