Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Rafah é a “área quase exclusiva” para distribuição de ajuda humanitária em Gaza, diz ONU

    Cerca de 1 milhão de palestinos deslocados estão em abrigos da Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina no Próximo Oriente (UNRWA)

    Ibrahim Dahmanda Reuters

    O Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (Ocha) afirmou neste sábado (9) que a província de Rafah, no extremo sul de Gaza, é a “área quase exclusiva” no enclave para a distribuição limitada de ajuda.

    “Na província de Khan Younis e na Área Central, a distribuição de ajuda foi interrompida em grande parte nos últimos dias devido à intensidade das hostilidades e às restrições de movimento ao longo das estradas principais, exceto para entregas limitadas de combustível a serviços essenciais provedores”, diz o escritório.

    Cerca de 1 milhão de palestinos deslocados estão em abrigos da Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina no Próximo Oriente (UNRWA) no sul de Gaza, acrescentou o Ocha.

    Quase 1,9 milhões de pessoas, o que representa quase 85% da população de Gaza, foram deslocadas através da faixa desde 7 de outubro, segundo o escritório da ONU.

    Milhares de pessoas deslocadas chegaram a Rafah desde 3 de dezembro, após ordens de evacuação dos militares israelenses.

    A entidade também reiterou as suas preocupações com a sobrelotação e as más condições sanitárias nos abrigos no sul do enclave, bem como com a falta de casas de banho para aqueles que se mudam recentemente para Rafah.

    A defecação ao ar livre é “generalizada” em Rafah, aumentando as “preocupações com a propagação de doenças, especialmente durante as chuvas e inundações relacionadas”, finaliza o comunicado.