Rainha Elizabeth e Príncipe Philip serão vacinados, mas longe das câmeras

Vacinação contra Covid-19 começou nesta terça no Reino Unido

Rainha britânica Elizabeth e seu marido, príncipe Philip, em retrato oficial de comemoração do 73º aniversário de casamento, com cartão feito pelos bisnetos
Rainha britânica Elizabeth e seu marido, príncipe Philip, em retrato oficial de comemoração do 73º aniversário de casamento, com cartão feito pelos bisnetos Foto: Chris Jackson/Getty Images Europe/Divulgação/Reuters

Andrea Diaz, da CNN

Ouvir notícia

Quando questionado pela repórter da NBC Savanna Guthrie se a Rainha Elizabeth e o Príncipe Philip receberiam a vacina contra Covid-19 sob câmeras, o secretário do Exterior britânico, Dominic Raab, disse que não é provável, mas que eles se vacinarão seguindo as fases da campanha. 

“Não tenho certeza se eles tomarão a vacina sob câmeras, mas eu tenho certeza que arranjos serão feitos de acordo com a campanha em fases que eu planejei e, como qualquer família, eles sentiram a pressão e as preocupações que rodeiam essa pandemia também”, disse Raab, que também é um dos líderes do programa de distribuição da vacina no Reino Unido.

Leia também:

Príncipe Charles testa positivo para coronavírus

Príncipe William revela que teve coronavírus em abril

Princesa espanhola é primeira da realeza a morrer vítima do novo coronavírus

Dadas as idades deles, a Rainha Elizabeth, 94, se une ao marido, o Príncipe Phillip, 99, no grupo mais vulnerável e o primeiro na fila para receber a vacina da Pfizer/BioNTech que começou a ser ofertada nesta terça (8) no Reino Unido

Na semana passada, a CNN publicou que os ex-presidentes norte-americanos Barack Obama, George W. Bush e Bill Clinton se voluntariaram para receber vacinas contra Covid-19 sob câmeras para promover a confiança do público na segurança do iminunizante, assim que a agência reguladora autorizar um. 

(Texto traduzido, leia o original em inglês)

Mais Recentes da CNN