Rainha Elizabeth II dá parabéns ao povo de Barbados após ilha romper com monarquia

"Aguardo ansiosamente a continuação da amizade entre nossos dois países e povos", disse a monarca de 95 anos

A atual presidente de Barbados, Sandra Mason, e rainha Elizabeth durante encontro. Mason substituiu a monarca como Chefe de Estado.
A atual presidente de Barbados, Sandra Mason, e rainha Elizabeth durante encontro. Mason substituiu a monarca como Chefe de Estado. Steve Parsons - WPA Pool/Getty Images

Léo Lopesda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

No dia em que Barbados oficialmente rompeu com a monarquia britânica e se tornou uma república, a rainha Elizabeth II enviou uma mensagem de parabéns à nova presidente e aos barbadianos.

“Nesta importante ocasião e por sua posse como primeira presidente de Barbados, estendo meus parabéns a você e a todos os barbadianos”, escreveu a monarca britânica em mensagem para a recém-empossada presidente Sandra Mason.

O rompimento de Barbados com o Reino Unido aconteceu 55 anos após a ilha declarar independência, e quase 400 anos após a primeira expedição inglesa atracar na costa do país.

“Visitei seu belo país na véspera da independência, no início de 1966, e estou muito feliz que meu filho esteja com vocês hoje. Desde então, o povo de Barbados ocupou um lugar especial em meu coração; é um país com orgulho de sua cultura vibrante, suas proezas esportivas e sua beleza natural, que atrai visitantes de todo o mundo, incluindo muitas pessoas do Reino Unido”, continua a mensagem de Elizabeth II.

O filho da rainha, Príncipe Charles, participou da cerimônia oficial que inaugurou a República de Barbados. A presença do herdeiro do trono britânico foi criticada por parte dos presentes.

“Nenhum membro da família real deve participar do nosso principal dia de liberdade”, disse o ativista David Denny à equipe da CNN que cobriu a posse presidencial.

“A família real se beneficiou financeiramente da escravidão e muitos de nossos irmãos e irmãs africanos morreram na batalha pela mudança”, acrescentou Denny, secretário-geral do Movimento Caribenho pela Paz e Integração.

O Príncipe recebeu a maior honraria do país durante a cerimônia. “Desde os dias mais sombrios do nosso passado, e a atrocidade aterradora da escravidão, que mancha para sempre a nossa história, o povo desta ilha forjou seu caminho com extraordinária fortaleza”, disse Charles durante seu discurso.

Em sua mensagem, a rainha Elizabeth II também destacou o fato de Barbados continuar como participante da Commonwealth, uma organização de 54 membros, em sua maioria ex-territórios britânicos, destinada a “fomentar a cooperação e o comércio internacional”.

“Ao longo dos anos, nossos países têm desfrutado de uma parceria baseada em valores comuns, prosperidade compartilhada e estreita colaboração em uma ampla gama de questões, incluindo trabalhos recentes sobre mudanças climáticas. Também é uma fonte de grande satisfação que Barbados continue sendo um participante ativo dentro da Commonwealth, e aguardo ansiosamente a continuação da amizade entre nossos dois países e povos”, declarou a rainha.

“Envio a você e a todos os barbadianos meus mais calorosos votos de felicidade, paz e prosperidade no futuro”, concluiu a mensagem.

Mais Recentes da CNN