Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Reino Unido diz que ordem do Tribunal da ONU a Israel fortalecerá o Hamas

    Corte Internacional de Justiça ordenou que Israel pare ofensiva na cidade de Rafah

    Vista geral da corte internacional em Haia, Holanda
    Vista geral da corte internacional em Haia, Holanda 23/01/2020REUTERS/Eva Plevier

    Muvija Mda Reuters

    O governo britânico criticou o Tribunal Internacional de Justiça (ICJ, na sigla em inglês) por ordenar que Israel suspenda imediatamente o ataque militar à cidade de Rafah, no sul de Gaza, dizendo que a decisão fortalece o grupo islâmico palestino Hamas.

    O tribunal é o órgão máximo da ONU para ouvir disputas entre estados e tomou a decisão de emergência na sexta-feira (24) no caso da África do Sul, que acusa Israel de genocídio.

    “A razão pela qual não há uma pausa nos combates é porque o Hamas recusou um acordo muito generoso feito por Israel acerca dos reféns. A intervenção destes tribunais — incluindo o ICJ – fortalecerá a visão do Hamas de que pode manter os reféns e permanecer em Gaza”, disse um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Reino Unido na noite de sexta-feira. “E se isso acontecer não haverá nem paz nem uma solução de dois Estados.”

    O ICJ não tem meios para fazer cumprir suas ordens, mas a decisão destacou o isolamento global de Israel devido a sua campanha militar em Gaza, iniciada após os ataques do Hamas, em 7 de outubro, no sul de Israel.