Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Reino Unido: dois garotos de 12 anos são condenados por matar homem com facão

    Agressores atacaram jovem de 19 anos num parque em Wolverhampton, no centro de Inglaterra

    Homenagens florais nos campos de jogos de Stowlawn em Wolverhampton, deixadas após o assassinato de Shawn Seesahai em novembro de 2023.
    Homenagens florais nos campos de jogos de Stowlawn em Wolverhampton, deixadas após o assassinato de Shawn Seesahai em novembro de 2023. Matthew Cooper/Press Association/AP via CNN Newsource

    Catherine Nichollsda CNN

    Dois meninos de 12 anos foram considerados culpados de matar um homem em um ataque com facão no Reino Unido em novembro do ano passado, disse a polícia na segunda-feira (10).

    Os rapazes, que não podem ser identificados por razões legais, assassinaram Shawn Seesahai, de 19 anos, num parque em Wolverhampton, centro de Inglaterra, informou a Polícia de West Midlands num comunicado.

    Seesahai, que era de Anguila, morava no Reino Unido há apenas cerca de seis meses, disse o comunicado.

    Segundo a polícia, Seesahai e seu amigo estavam no parque quando foram abordados por “jovens”.

    O Nottingham Crown Court ouviu que a vítima foi então agredida por um dos meninos, e foi socada, chutada, pisoteada e “cortada” com um facão de 42,5 cm de comprimento, informou a PA.

    Uma testemunha disse ao tribunal que um réu usou o facão nas pernas de Seesahai enquanto o outro deu um soco e pisou em sua cabeça, disse a PA.

    O tribunal também foi informado de que Seesahai sofreu uma lesão “que percorreu todo o seu corpo, desde as costas, passando pelas costelas e chegando ao coração”, informou a PA.

    Os perpetradores foram presos dois dias após o ataque, disse a Polícia de West Midlands. Um facão foi encontrado debaixo de uma das camas dos rapazes, roupas manchadas de sangue foram encontradas num dos cestos de roupa suja dos rapazes e a análise forense de um celular apreendido pelos agentes encontrou múltiplas imagens de grandes facas e outras armas.

    A mãe de Seesahai disse que ele era “um filho tão amoroso”, acrescentando que ele era “muito educado, cuidava de nós, era amoroso com todos e muito protetor”.

    Seu pai disse que “a justiça deve ser feita. Quero que [os agressores] tenham a pena certa, não precisam ficar presos pelo resto da vida, só quero que seja justo.”

    “Estamos cruzando os dedos para conseguirmos a justiça pela qual viemos aqui”, acrescentou.

    Espera-se que os meninos sejam sentenciados em julho, informou a PA.