Reino Unido investiga documentos secretos encontrados em ponto de ônibus

Ministério da Defesa afirmou à CNN que foi informado sobre o caso na semana passada; papéis e e-mails teriam relação com passagem de navio perto da Crimeia

Documentos secretos encontrados em ponto de ônibus tinham relação com passagem do navio de guerra britânico HMS Defender perto da Crimeia
Documentos secretos encontrados em ponto de ônibus tinham relação com passagem do navio de guerra britânico HMS Defender perto da Crimeia Foto: Seyran Baroyan - 26.jun.2021/AFP via Getty Images

Mia Alberti, da CNN

Ouvir notícia

O Ministério da Defesa do Reino Unido abriu uma investigação depois de um funcionário da pasta perder vários documentos confidenciais, disse um porta-voz do governo.

A ação foi anunciada após uma reportagem da BBC revelar que os papéis foram encontrados em um ponto de ônibus em Kent, no sudeste da Inglaterra.

“O Ministério da Defesa foi informado na semana passada sobre um incidente no qual documentos sensíveis da defesa foram recuperados por um membro do público”, disse o porta-voz do Ministério da Defesa à CNN em um comunicado neste domingo (27).

“O departamento leva a segurança das informações muito a sério e uma investigação foi aberta. O funcionário em questão relatou a perda [dos documentos] na época.”

Segundo a BBC, os documentos, que somavam quase 50 páginas, foram repassados para a emissora pela pessoa, que optou por permanecer em anonimato, quando se deu conta da natureza sensível dos arquivos.

O incidente ocorre depois que um navio de guerra britânico – o HMS Defender – se envolveu em um confronto com forças russas na costa do disputado território da Crimeia, na quarta-feira (23).

A Rússia diz que um de seus aviões de guerra lançou bombas e um barco-patrulha deu tiros de advertência para fazer recuar o contratorpedeiro britânico que afirma ter entrado em suas águas territoriais no Mar Negro. O Reino Unido negou a acusação de Moscou, dizendo que o navio estava fazendo uma passagem legal e inocente.

Segundo a BBC, os documentos encontrados no ponto de ônibus discutem as prováveis reações da Rússia à passagem do HMS Defender na quarta-feira.

Questionado sobre o conteúdo dos documentos relativos ao navio de guerra, o porta-voz do Ministério da Defesa disse à CNN: “Como o público esperaria, o Ministério da Defesa planeja com cuidado. Como uma questão de rotina, isso inclui a análise de todos os fatores potenciais que afetam as decisões operacionais”.

“O HMS Defender conduziu uma passagem inocente pelas águas territoriais ucranianas de acordo com o direito internacional.”

Os documentos perdidos também teriam discutido uma possível presença militar britânica no Afeganistão após o fim da missão da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) naquele país. A CNN não conseguiu verificar de forma independente o conteúdo dos documentos. O ministério britânico não comentou sobre o Afeganistão quando contatado pela CNN.

O secretário de Estado do Reino Unido para a Irlanda do Norte, Brandon Lewis, descreveu o incidente como uma “violação grave” de segurança, falando no programa Andrew Marr, da BBC, neste domingo (27).

“Até certo ponto, os processos foram seguidos; foi relatado pelo indivíduo assim que soube que havia deixado esses documentos e obviamente alguém os entregou à BBC, mas haverá uma investigação completa do Ministério da Defesa sobre como isso aconteceu”, disse Lewis.

“Precisamos garantir que, seja erro humano ou não, esse tipo de coisa não aconteça novamente.”

(Texto traduzido; leia o original em inglês)

Mais Recentes da CNN