Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ruídos ouvidos não teriam ligação com os destroços do submarino, diz Guarda Costeira

    Contra-almirante John Mauger afirmou que a implosão gerou um som que foi captado pelas boias de sonar

    Da CNN

    Um oficial da Guarda Costeira dos Estados Unidos afirmou que não parece haver uma conexão entre os ruídos captados pelo sonar no início desta semana e os destroços do submarino Titan que foram encontrados no fundo do mar nesta quinta-feira (22).

    “Novamente, esta foi uma implosão catastrófica da embarcação, que teria gerado um som de banda larga significativo lá embaixo que as boias de sonar teriam captado”, disse o contra-almirante John Mauger, comandante do Primeiro Distrito da Guarda Costeira.

    O oficial disse que durante todo o esforço de busca sua equipe “reagiu às informações que tínhamos à nossa disposição”.

    Ele reiterou que se trata de um “ambiente realmente complexo” e que os especialistas estão analisando continuamente todos os aspectos da busca, já que os destroços do Titanic estão localizados a cerca de 1,4 mil km de Cape Cod, em Massachusetts.

    O submarino Titan, da OceanGate, estava desaparecido desde domingo (18). A Guarda Costeira dos Estados Unidos confirmou a morte dos passageiros do submarino nesta quinta-feira (22) após os destroços terem sido encontrados, indicando que houve uma perda da pressão da cabine.

    Estavam no submarino o empresário britânico Hamish Harding; o mergulhador Paul-Henri Nargeolet; o empresário paquistanês Shahzada Dawood e seu filho, Sulaiman Dawood; e o CEO e fundador da OceanGate, Stockton Rush.

    “Em nome da guarda costeira dos EUA dou os pêsames para as famílias. Só consigo imaginar como isso tem sido para eles e espero que essa descoberta traga algum conforto nesse momento tão difícil”, disse o contra-almirante John Mauger, comandante do Primeiro Distrito da Guarda Costeira, em entrevista à imprensa.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original