Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Rússia diz que tem ‘direito soberano’ de movimentar tropas para defesa do país

    Vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Vershinin, disse que as alegações de que o país planeja invadir a Ucrânia equivalem à “histeria” de autoridades do Ocidente

    Katie Bo Lillisda CNN

    O vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Vershinin, disse, nesta quinta-feira (17), que é “direito soberano” de seu país considerar sua segurança e posicionar suas tropas onde são necessárias para a defesa nacional.

    “Se fizermos algo, faremos isso tendo em mente os nossos interesses nacionais e os interesses de nossa segurança nacional”, disse Vershinin a repórteres após a reunião do Conselho de Segurança de quinta-feira sobre o acordo de Minsk.

    “Este é nosso direito soberano de pensar em nossa segurança… e também ter nossas tropas onde acreditamos que são importantes para a defesa, mais uma vez, para a defesa da Federação Russa.”

    Vershinin disse que as alegações de que a Rússia planeja invadir a Ucrânia equivalem à “histeria” e ecoaram afirmações anteriores – de outras autoridades russas – de que líderes de países ocidentais estão alimentando isso.

    “Acredito que agora olhamos para nossos parceiros nas capitais ocidentais para derrubar e parar essa histeria sobre as intenções da Rússia na região”, disse Vershinin, acrescentando que seu compromisso é com a “redução da escalada e solução pacífica desta crise”.

    “Acredito na diplomacia e fico feliz que nossos parceiros acreditem na diplomacia. Certamente devemos fazer todo o possível para encontrar uma solução diplomática e pacífica para isso”, disse Vershinin, chamando o conflito de “crise interucraniana”.

    Tiro de tanque foi registrado no leste da Ucrânia

    O ministro de Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, disse nesta quinta-feira (17) que um tiro de um tanque operado por separatistas apoiados pela Rússia foi registrado no leste do país.

    “Esse projétil veio dos territórios temporariamente ocupados da Ucrânia, que são controlados pela Rússia”, disse Kuleba em uma coletiva de imprensa em Kiev após encontrar-se com a secretária de Estado do Reino Unido para os Assuntos Externos, Liz Truss.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original