Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Rússia expulsa vice-embaixador dos EUA, e Washington pode responder à decisão

    Motivo da expulsão de Bartle Gorman ainda não foi esclarecido por Moscou

    Andrey OstroukhOlzhas Auyezovda Reuters

    Em Moscou

    A Rússia expulsou o vice-embaixador dos Estados Unidos Bartle Gorman e Washington responderá ao ato, segundo informação dada pela embaixada dos EUA em Moscou na quinta-feira (17), de acordo com a agência de notícias RIA.

    A justificativa dada por Moscou para a expulsão não está clara no momento, e a Casa Branca afirmou que o ato foi “injustificado”.

    Também na quinta-feira, o presidente dos EUA, Joe Biden, alertou para um risco de invasão “muito alto” da Ucrânia pelos russos. A situação na fronteira entre Ucrânia e Rússia tem sido observada por líderes do Ocidente, que avaliam a possibilidade de que o exército de Vladimir Putin invada o país vizinho.

    Falando aos repórteres quando saía da Casa Branca, Biden disse que havia “todas as indicações de que eles estão preparados para entrar na Ucrânia” e que não havia nenhum plano para que ele telefonasse para o presidente russo.

    Moscou nega ter inteções de prosseguir com uma invasão. No final de janeiro, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, chegou a dizer que as informações vindas do Ocidente estão cheias de “histeria” e “carregadas de mentiras”. Ele também afirmou na época que a chance de um conflito ser iniciado pelo lado ucraniano era “maior do que nunca”.

    “Queremos [uma guerra], ou não? É claro que não. Por isso, apresentamos nossas propostas para um processo de negociação”, afirmou Putin em discurso ao lado do chanceler alemão, Olaf Scholz, na terça-feira (15).

    O Ministério da Defesa da Rússia afirmou que suas forças estão recuando após exercícios próximos à Ucrânia. No entanto, os Estados Unidos e a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) afirmam que as forças russas continuam se acumulando perto da fronteira.

    Site do Ministério de Relações Exteriores da Rússia cai

    O site do Ministério de Relações Exteriores da Rússia caiu nesta quinta-feira, disse um oficial da pasta à Reuters, no mesmo dia em que a Rússia submeteu sua resposta às propostas de segurança do Ocidente.

    A agência de notícias TASS citou que o ministério teria dito que o site ficou fora do ar durante uma hora por razões técnicas. O oficial não disse o por quê da oscilação do site.