Rússia faz novos ataques com mísseis hipersônicos na Ucrânia

Ministério russo disse que atingiu principal base de abastecimento e reabastecimento para as forças armadas ucranianas

Caças Mikoyan MiG-31K com mísseis hipersônicos Kinzhal sobrevoam a Praça Vermelha de Moscou durante o desfile militar do Dia da Vitória, em 2018
Caças Mikoyan MiG-31K com mísseis hipersônicos Kinzhal sobrevoam a Praça Vermelha de Moscou durante o desfile militar do Dia da Vitória, em 2018 Getty Images

Nathan Hodgeda CNN

Ouvir notícia

Os militares russos afirmaram neste domingo (20) que lançaram uma série de ataques a alvos militares na Ucrânia empregando mísseis hipersônicos e de cruzeiro na noite de sábado e na manhã de domingo.

Em um comunicado divulgado hoje, o porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia, Igor Konashenkov, disse que mísseis de cruzeiro Kalibr lançados pelo mar foram disparados do Mar Cáspio, enquanto sistemas de mísseis hipersônicos Kinzhal lançados do ar foram disparados do espaço aéreo da Crimeia.

Konashenkov disse que os mísseis atingiram o que ele descreveu como uma grande base de armazenamento de combustíveis e lubrificantes das forças armadas ucranianas, perto do assentamento de Kostyantynivka, na região sul da Ucrânia de Mykolaiv.

Konashenkov afirmou que o local foi usado como principal base de abastecimento e reabastecimento para forças armadas da Ucrânia.

Separadamente, Konashenkov disse que mísseis de cruzeiro Kalibr lançados no mar foram disparados do Mar Negro e atingiram uma oficina para o reparo de veículos blindados ucranianos.

Konashenkov disse que os mísseis de precisão lançados do ar atingiram o que ele descreveu como um centro de treinamento das forças armadas ucranianas perto do assentamento de Ovruch, na região de Zhytomyr, no norte da Ucrânia.

Os militares russos alegaram nessa declaração que dezenas de forças de operações especiais ucranianas e “mercenários estrangeiros” – aparente abreviação de voluntários internacionais que se dirigem para a Ucrânia – foram mortos.

A CNN não pôde verificar imediatamente nenhuma dessas alegações. O governo ucraniano também não comentou as informações divulgadas.

Autoridades dos EUA também confirmaram à CNN que a Rússia lançou mísseis hipersônicos contra a Ucrânia na semana passada, o primeiro uso conhecido de tais mísseis em combate.

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Mais Recentes da CNN