Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Sapo-cururu gigante encontrado na Austrália pode ser o maior já registrado

    Apelidado de "Toadzilla", anfíbio foi encontrado no Parque Nacional de Conway, em Queensland, e pesa cerca de 2,7 quilos

    Sapo-cururu gigante encontrado na Austrália pode ser o maior já registrado
    Sapo-cururu gigante encontrado na Austrália pode ser o maior já registrado REUTERS / AUSTRALIAN BROADCASTING CORPORATION / QUEENSLAND DEPARTMENT OF ENVIRONMENT AND SCIENCE

    Hafsa Khalilda CNN

    Guardas florestais no nordeste da Austrália ficaram surpresos quando se depararam com o que pode ser o maior sapo já registrado, pesando quase 6 libras, cerca de 2,7 quilos.

    Apelidado de “Toadzilla” pelos guardas, o anfíbio foi encontrado no Parque Nacional de Conway, em Queensland, na semana passada, disse o Departamento de Meio Ambiente e Ciência do estado, nas redes sociais.

    Em um tweet na quinta-feira (19), o departamento disse que os guardas florestais “ficaram chocados ao encontrar um sapo-cururu monstruoso”.

    O guarda Kylee Gray disse que a equipe encontrou a criatura gigantesca após eles pararem o veículo em que estavam para deixar uma cobra.

    “Abaixei-me e agarrei o sapo-cururu e não pude acreditar no quão grande e pesado era”, disse Gray, em um comunicado do departamento na sexta-feira (20).

    “Nós o apelidamos de Toadzilla”, disse Gray, acrescentando que eles trabalharam rapidamente para removê-lo da natureza, porque um sapo-cururu de seu tamanho come “qualquer coisa que caiba em sua boca”.

    Acredita-se que seja fêmea, já que normalmente cresce mais do que os machos. O sapo foi levado de volta à base dos guardas florestais, onde foi pesado.

    O atual recorde mundial do Guinness para o maior sapo foi estabelecido em 1991 por Prinsen, um sapo de estimação na Suécia, que pesava 2,65 kg, cerca de 5,13 libras.

    Desde então, o Toadzilla foi “eutanasiado devido aos danos ambientais que causa”, acrescentou o departamento em seu tweet.

    O Departamento de Meio Ambiente e Ciência disse à CNN que ela foi enviada ao Museu de Queensland para uma análise mais aprofundada.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original