Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Secretário-geral da ONU condena violência no Equador

    Forças Armadas equatorianas disseram que mais de 300 pessoas foram presas desde o início das operações no país

    António Guterres, secretário-geral da ONU
    António Guterres, secretário-geral da ONU 6/11/2023 REUTERS/Caitlin Ochs

    Richard Rothda CNN

    O secretário-geral da ONU, António Guterres, condenou os “atos criminosos de violência” no Equador em um comunicado divulgado nesta quarta-feira (10).

    Guterres também conversou por telefone com o representante permanente do Equador na ONU na quarta-feira, segundo o comunicado, que indicou que ele “está muito preocupado com a deterioração da situação no país, bem como com seu impacto perturbador na vida dos equatorianos”.

    “O Secretário-Geral condena veementemente estes atos criminosos de violência e envia uma mensagem de solidariedade ao povo equatoriano”, acrescenta o texto.

    A ONU espera que o Governo do Equador enfrente os graves desafios através de “medidas destinadas a proteger e minimizar as dificuldades da população, defendendo as instituições democráticas, os direitos humanos e o direito internacional”.

    Este conteúdo foi criado originalmente em espanhol.

    versão original