Tempestade tropical Elsa segue para costa de Cuba com potencial de furacão

Tempestade começará a mudar de direção na terça-feira, indo para região nordeste em direção à península da Flórida, nos Estados Unidos

Caminho do furacão Elsa (03-07-2021)
Caminho do furacão Elsa (03-07-2021) Foto: Reprodução / CNN

Madeline Holcombe, Michael Guy*, da CNN

Ouvir notícia

A tempestade tropical Elsa está se aproximando da costa sul de Cuba, onde águas quentes e rasas podem ajudá-la a se intensificar antes de atingir o continente.

Agora com ventos de 100 km/h, Elsa mudou-se para o oeste, levando os governos a retirarem o aviso para o leste de Cuba e Jamaica, de acordo com o Centro Nacional de Furacões. Mas agora as províncias cubanas de Matanzas e Cienfuegos estão sob alerta de furacão, e um alerta de furacão foi emitido para a província de Camagüey.

Elsa foi o primeiro furacão da temporada de 2021 no Atlântico e é a terceira tempestade a representar uma ameaça para a costa dos Estados Unidos.

A expectativa é que a tempestade deva alcançar volumes de 5 a 25 centímetros de chuva sobre grande parte do oeste e centro de Cuba, chegando a quantidades de até 38 centímetros em algumas localidades. Tempestades de até 1,5 metro e inundações costeiras podem ocorrer ao longo da costa sul, mas a quantidade irá variar muito dependendo da localização, maré e topografia.

O terreno montanhoso de Cuba coloca o país em risco de deslizamentos de terra, mas também significa que Elsa provavelmente enfraquecerá antes de deixar a região. Ainda assim, espera-se que a tempestade se mantenha e se dirija ao Estreito da Flórida nesta segunda-feira (5) à noite.

Na Jamaica, a expectativa é que caia chuva de 5 a 10 centímetros de volume, elevando o total da tempestade para 38 centímetros em alguns lugares. Inundações repentinas e deslizamentos de terra podem ser significativos em toda a ilha. Nas Ilhas Cayman está previsto até 12 centímetros de volume de chuva, o que pode levar a enchentes em algumas áreas.

As autoridades em Surfside, Flórida, estão de olho na tempestade enquanto as equipes de busca e resgate procuram sobreviventes e destroços nos escombros de um prédio que desabou em Miami.

A parte do prédio que ainda estava de pé foi demolida na noite de domingo (4), um movimento que foi acelerado por temores de que a tempestade pudesse causar o colapso dos destroços e colocar as equipes de resgate em risco.

Caminho de Elsa para a Flórida

A região de Surfside está agora fora da possível região de impacto da tempestade Elsa, então impactos diretos além de alguma chuva parecem improváveis.

A tempestade começará a mudar de direção na terça-feira, indo para região nordeste em direção à península da Flórida. Pode ficar um pouco mais forte ao atingir a costa oeste da Flórida com chuvas, ondas fortes e possíveis tornados.

Nas primeiras horas da manhã de quarta-feira (7), a tempestade deve atingir a Península de Pinellas e impactar a região de São Petersburgo e Tampa Bay como uma tempestade tropical. Na manhã de quarta-feira, é provável que Elsa finalmente chegue na península da Flórida ao norte de Tampa Bay, próximo a Cedar Key.

Elsa provavelmente irá para a Geórgia  e para os Estados da Carolina do Norte e Carolina do Sul antes de retornar ao Atlântico como uma depressão tropical na tarde de quinta-feira, segundo a previsão do tempo.

Danos e mortes relatados no Caribe

Não houve mortes ou ferimentos graves em Barbados depois que o furacão Elsa atingiu na sexta-feira (2), disse a primeira-ministra Mia Amor Mottley em entrevista coletiva no sábado (3).

“Poderia ter sido muito pior, mas foi ruim o suficiente, e certamente um dos eventos mais desafiadores que tivemos que enfrentar nos últimos tempos em relação ao clima”, disse a primeira-ministra.

Pelo menos 743 casas foram danificadas pela tempestade, disse Kerry Hinds, diretor da agência de gerenciamento de emergência de Barbados.

Na noite de sábado, a tempestade atingiu partes da República Dominicana e do Haiti com chuvas e ventos fortes enquanto ela passava ao sul.

Duas pessoas foram mortas na República Dominicana quando Elsa atingiu a ilha caribenha no sábado, disse o Centro de Operações de Emergência (COE) do país.

Em incidentes separados, ventos fortes fizeram com que paredes desabassem em Bahoruco, matando um jovem de 15 anos, e em Bani, matando um homem de 75 anos, informou o COE.

*Jason Hanna da CNN, Alanne Orjoux, Haley Brink e Alaa Elassar contribuíram para esta reportagem.

(Texto traduzido. Clique aqui para ler o original).

Mais Recentes da CNN