Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Terremoto de magnitude 7,5 atinge Filipinas e acende alertas

    Sistema de alerta de Tsunami dos EUA disse que poderia haver ondas de até 3 metros, mas posteriormente afirmou negou risco

    Terremoto de 7.5 atinge Filipinas
    Terremoto de 7.5 atinge Filipinas Reprodução / Reuters

    Mrinmay Deyda Reuters

    Bengaluru

    Um terremoto de magnitude 7,5 atingiu Mindanao, no Sul das Filipinas, na noite de sábado (2), desencadeando evacuação para outras áreas do país e para a costa Sudoeste do Japão, devido a alertas de ondas de tsunami de 1 metro ou mais.

    A Agência Filipina de Sismologia Phivolcs disse que as ondas podem atingir as Filipinas a meia-noite e continuar por horas, embora não tenha havido relatos de danos significativos das ondas até esse momento.

    O Sistema de Alerta de Tsunami dos EUA disse que poderia haver ondas de até 3 metros acima do nível normal ao longo da costa das Filipinas, embora posteriormente tenha afirmado que não havia risco de tsunami.

    “Com base em todos os dados disponíveis… a ameaça de tsunami deste terremoto já passou”, afirmou.

    Phivolcs disse que as pessoas que vivem perto da costa das províncias de Surigao Del Sur e Davao Oriental deveriam “evacuar imediatamente” ou “mudar-se para o interior”.

    “Os barcos que já estão no mar durante este período devem permanecer no mar, em águas profundas, até novo aviso”, afirmou.

    As duas províncias são em grande parte rurais e não densamente povoadas, ao contrário de outras partes das Filipinas.

    A emissora japonesa NHK disse que ondas de tsunami de até 1 metro deveriam atingir a costa sudoeste do Japão à 1h30 de domingo (3).

    A Phivolcs disse que não espera danos significativos do tremor em si, mas alertou sobre tremores secundários.

    A área já foi atingida por mais de uma dúzia de réplicas, a maior delas com magnitude 6,4, segundo o Centro Sismológico Europeu-Mediterrâneo (EMSC).

    Raymark Gentallan, chefe da polícia local da cidade costeira de Hinatuan, perto do epicentro do terremoto e que tem uma população de cerca de 44 mil habitantes, disse que a energia foi cortada desde o terremoto, mas as equipes de resposta a desastres ainda não monitoraram quaisquer vítimas ou danos.

    “Estamos evacuando as pessoas das áreas costeiras”, disse ele.

    Fotografias publicadas nas redes sociais pela administração local de Hinatuan mostraram dezenas de residentes e filas de veículos em deslocamento para terrenos mais elevados, com um grande abrigo ocupado por várias dezenas de pessoas.

    Terremotos são comuns nas Filipinas, que fica no “Anel de Fogo”, um cinturão de vulcões que circunda o Oceano Pacífico e é propenso a atividades sísmicas.

    A EMSC disse que o terremoto de magnitude 7,5 ocorreu a uma profundidade de 63 km (39 milhas), enquanto o Serviço Geográfico dos EUA colocou o terremoto em magnitude 7,6 e uma profundidade de 32 km (20 milhas).

    Veja também — Colapso em Maceió: “Cratera será preenchida por água do lago Mundaú”, diz Defesa Civil à CNN