Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    “Todos em Gaza estão com fome”, diz Programa de Alimentos da ONU

    Território enfrenta ataques frequentes de Israel após mais de 100 dias de guerra; distribuição de suprimentos chegou a ser interrompida em várias áreas

    Distribuição de pratos de comida para palestinos em Rafah, sul da Faixa de Gaza
    Distribuição de pratos de comida para palestinos em Rafah, sul da Faixa de Gaza Reuters

    Dina SakrNisreen Bathishda Reuters

    O Programa de Alimentos da ONU disse nesta segunda-feira (15) que levou alimentos a cerca de 1,4 milhão de pessoas em Gaza desde o início da guerra em 7 de outubro, mas muitas outras precisam de ajuda.

    “Todos em Gaza estão com fome”, disse Samer Abdeljaber, diretor do Programa de Alimentos na região, acrescentando que “precisamos de um cessar-fogo duradouro para parar o sofrimento.”

    Imagens feitas pela agência ligada à ONU mostram refeições sendo preparadas e distribuídas para famílias deslocadas em Rafah e pessoas na fila para pão em uma padaria que está sendo apoiada pelo Programa de Alimentos para reiniciar as operações.

    Um relatório certificado pela ONU em dezembro disse que todos os 2,3 milhões de habitantes de Gaza enfrentam níveis graves de fome e a proporção da população enfrentando insegurança alimentar aguda subiu para o nível mais alto já registrado globalmente.

    Dentro de Gaza, a fome não se espalha uniformemente. Quase toda a ajuda que chega ao enclave passa por Rafah, na fronteira com o Egito, e as agências humanitárias citaram problemas na distribuição de suprimentos.