Trump pede que manifestantes não sejam violentos durante votação do impeachment

Presidente afirmou que não defende a violência e pediu para que "os ânimos sejam acalmados"

Ouvir notícia

 

O presidente dos EUA, Donald Trump, em pronunciamento no Twitter
O presidente dos EUA Donald Trump
Foto: Reprodução/Twitter @donaldjtrump (6.jan.2021)

Quando um sexto republicano da Câmara se apresentou para dizer que votaria para impugná-lo, o presidente Trump emitiu uma declaração por meio de sua assessoria de imprensa, que foi entregue primeiro à Fox News, pedindo nenhuma violência “em meio a relatos de mais manifestações”. 

Leia e assista também:
Reino Unido registra recorde de mortes por Covid-19
Líder da Câmara dos EUA chama Trump de ‘perigo evidente e presente’ para o país
Residência de vice recebe proteção comparável à adotada logo após 11 de Setembro

Congressistas e assessores seniores têm implorado a Trump para emitir uma declaração dizendo isso, enquanto o presidente se prepara para que mais membros de seu próprio partido votem contra ele. Kevin McCarthy acabou de pedir especificamente a Trump para emitir uma declaração semelhante a esta. 

Trump está assistindo a cobertura do debate sobre seu impeachment na Ala Oeste da Casa Branca agora, de acordo com uma fonte.

“À luz dos relatos de mais manifestações, insisto que não deve haver violência, violação da lei e vandalismo de qualquer tipo. Não é isso que eu defendo e não é o que os Estados Unidos representam. Apelo a todos os americanos para ajudar a aliviar as tensões e acalmar os ânimos. Obrigado”, disse em comunicado

Mais Recentes da CNN