Trump pode sair da quarentena, diz médico – que não confirma se ele está curado

Conley escreveu que Trump completou 10 dias desde o início dos sintomas, que está sem febre há "bem mais de 24 horas"

Donald Trump discursa pela primeira vez após diagnóstico de Covid-19: médico diz que presidente americano pode sair do isolamento
Donald Trump discursa pela primeira vez após diagnóstico de Covid-19: médico diz que presidente americano pode sair do isolamento Foto: CNN Brasil

Jason Hoffman and Ben Tinker, da CNN

Ouvir notícia

O presidente americano Donald Trump foi liberado para retornar à agenda eleitoral, de acordo com um novo memorando de seu médico, Dr. Sean Conley, divulgado na noite deste sábado (10).

O memorando diz que Trump atendeu aos critérios do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC, na sigla em inglês) para encerrar o isolamento, mas não diz se Trump recebeu um teste de coronavírus negativo. 

Leia também:
Trump usou Casa Branca para comício com foco em negros
‘Estou me sentindo ótimo’, diz Trump em primeiro discurso pós Covid-19

“Estou feliz em informar que, nesta noite, que o Presidente atendeu aos critérios do CDC para a descontinuação segura do isolamento. A amostra do exame desta manhã demonstra, por padrões atualmente reconhecidos, que ele não é mais considerado um risco de transmissão para terceiros”, diz o memorando assinado por Conley.

Conley escreveu que Trump completou 10 dias desde o início dos sintomas, que está sem febre há “bem mais de 24 horas” e, após os testes de diagnóstico, “não há mais evidências de vírus em replicação ativa”.

Conley não explicou, no entanto, quais “testes diagnósticos avançados” o presidente havia recebido. Por exemplo, ele não revelou se a chamada “cultura viral” foi realizada – o processo pelo qual os cientistas tentam infectar células vivas para ver se o vírus ainda está presente.

O memorando de Conley é divulgado no momento em que Trump se prepara para retornar à campanha, após ser afastado por causa da luta contra o vírus.

No sábado, Trump realizou o seu primeiro evento público desde o diagnóstico positivo. Ele fez um discurso altamente político para uma multidão de apoiadores presentes no gramado da Casa Branca.

Trump tem pelo menos três comícios programados na próxima semana, começando pela segunda-feira na Flórida. Conley diz que continuará monitorando Trump “enquanto ele retorna a uma programação ativa”.

A equipe de Trump – incluindo Conley – ainda não revelou quando o presidente testou negativo pela última vez antes de seu teste positivo na semana passada.

Trump, que deixou o hospital no início desta semana após receber tratamento para a Covid-19, creditou sua rápida recuperação ao tratamento realizado. A fala ocorreu durante uma entrevista à Fox News, na sexta-feira.

“Acho que o segredo foi que cheguei lá muito cedo”, disse ele ao colaborador médico da emissora, Dr. Marc Siegel.

Trump recebeu uma dose imediata de uma terapia experimental de anticorpos monoclonais na Casa Branca, depois foi tratado com o medicamento remdesivir e o esteróide dexametasona durante sua internação. Ele também havia recebido oxigênio suplementar, segundo fala de Conley anteriormente.

(Texto traduzido, clique aqui para ler o original em inglês)

Mais Recentes da CNN