Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ucrânia condena planos russos para eleger Putin em território ocupado

    Rússia marcou as eleições presidenciais do país para março de 2024

    Putin busca a reeleição na Rússia
    Putin busca a reeleição na Rússia 27/10/2023 Sputnik/Gavriil Grigorov/Pool via REUTERS

    Dan Peleschukda Reuters

    Kiev (Ucrânia)

    A Ucrânia condenou veementemente, neste sábado (9), os planos da Rússia de realizar eleições presidenciais em território ocupado, declarando o pleito “nulo e sem efeito” e se comprometendo a processar quaisquer observadores enviados para monitorá-las.

    Nesta semana, a alta câmara da Rússia marcou as eleições presidenciais do país para março de 2024, e a presidente do órgão, Valentina Matviyenko, disse que os moradores de quatro regiões ocupadas da Ucrânia poderão votar pela primeira vez.

    A Rússia afirma ter anexado as regiões de Donetsk, Luhansk, Zaporizhzhya e Kherson, no leste e no sul da Ucrânia, durante referendos do ano passado, rejeitados por Kiev e pelo Ocidente e tidos como uma farsa, mas não controla totalmente nenhuma delas. Também anexou a península da Crimeia, no Mar Negro, em 2014.

    “Apelamos à comunidade internacional para que condene categoricamente os planos da Rússia de realizar eleições presidenciais em territórios ucranianos ocupados e para que imponha sanções aos envolvidos em sua organização e conduta”, afirmou o Ministério Exterior da Ucrânia em comunicado.