Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ucrânia diz que novo acampamento do Grupo Wagner está sendo construído em Belarus

    Base pode abrigar cerca de 1.000 pessoas e parece "uma cidade de tendas", disse o Centro de Resistência Nacional ucraniano

    Visão do acampamento do exército belarusso perto da vila de Tsel, próximo a Minsk, em Belarus
    Visão do acampamento do exército belarusso perto da vila de Tsel, próximo a Minsk, em Belarus Alexander Zemlianichenko/AP

    Mariya Knightda CNN

    A construção de um novo acampamento para receber combatentes do Grupo Wagner começou na Base Aérea de Zyabrovka, em Belarus, afirmaram as autoridades ucranianas na terça-feira (8).

    “Na fronteira com a Ucrânia, no vilarejo de Zyabrovka na República de Belarus, um novo campo para os mercenários PMC [companhia militar privada] ‘Wagner’ está sendo construído”, disse o Centro de Resistência Nacional da Ucrânia em seu site.

    “No futuro, planeja-se usá-los para simular atividades subversivas na fronteira com a região de Chernihiv [cidade no norte da Ucrânia].” O centro disse que obteve essas informações de “fontes clandestinas”.

    Veja também: Polônia envia soldados para fronteira com Belarus

    A CNN não pôde verificar as alegações de forma independente.

    Zyabrovka está localizada perto de Gomel, no sudeste de Belarus, a cerca de 40 quilômetros da fronteira com a região de Chernihiv, na Ucrânia.

    O acampamento pode abrigar cerca de 1.000 pessoas e parece “uma cidade de tendas”, disse o centro.

    Alegou que “ainda existe uma alta probabilidade” de que Belarus e Rússia usem o campo para intimidar os países europeus vizinhos, a fim de criar a ilusão de que “os mercenários estão prontos para invadir a União Europeia”.

    Isso, por sua vez, poderia fazer com que os países europeus “reduzissem seu apoio à Ucrânia”, afirmou o centro.

    Violação do espaço aéreo

    A Polônia recentemente acusou Belarus de violar seu espaço aéreo, aumentando as tensões entre o membro da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e o principal aliado do Kremlin em um cenário de segurança cada vez mais volátil na Europa.

    Milhares de tropas do Grupo Wagner foram supostamente enviadas para Belarus depois que o presidente Alexander Lukashenko teria negociado um acordo para acabar com a fracassada rebelião dos combatentes mercenários contra Moscou em junho.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original