Últimas horas mostraram fragilidade e força política de Trump, diz analista

Diretor-executivo para as Américas da Eurasia falou à CNN sobre invasão do Congresso dos Estados Unidos por manifestantes favoráveis a Donald Trump

da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Após a invasão do Congresso dos Estados Unidos por manifestantes favoráveis a Donald Trump, o diretor-executivo para as Américas da consultoria de risco político Eurasia, Christopher Garman, acredita que a situação enfatizou não só a fragilidade política do republicano, como também a força.

“As últimas 12 horas deixaram claro não só a fragilidade política do atual presidente Donald Trump com o resultado das eleições na Geórgia, que deram vitória aos democratas no Senado, como também a força política que ele tem”, disse.

Na avaliação do especialista, Trump tem uma capacidade enorme de mobilização da base. “A retórica dele ainda tem ressonância em uma parcela expressiva da população americana, que acredita que o sistema está quebrado, e na acusação de Trump de que a eleição foi roubada”, explicou.

Para a Eurasia, disse Garman, o risco político no país está aumentando, mesmo diante da vitória de Joe Biden na eleição presidencial do ano passado e dos democratas formando maioria no Congresso norte-americano. 

“O país está altamente dividido e as bases para a polarização política, que até elegeram Trump há quatro anos, tendem a se aprofundar nos próximos anos.”

Assista e leia também:

Após ‘violações repetidas e graves’, Twitter bloqueia conta de Trump por 12 h

Congresso dos EUA retoma sessão após invasão

Morre mulher baleada durante invasão de manifestantes pró-Trump ao Capitólio

Manifestantes Trump
Apoiadores se manifestam contra certificação da vitória de Joe Biden no Capitólio, Washington D.C.
Foto: REUTERS/Stephanie Keith

(Publicado por Sinara Peixoto)

Mais Recentes da CNN