União Europeia e Reino Unido aplicam novas sanções contra a Rússia

Medidas adotadas formalmente pelo bloco europeu incluem proibição de importação de carvão; governo britânico congelou bens de filhas de Putin

Presidente da Rússia, Vladimir Putin
Presidente da Rússia, Vladimir Putin 05/04/2022Sputnik/Mikhail Klimentyev/Kremlin via REUTERS

Francesco GuarascioBart MeijerWilliam Jamesda Reuters

em Londres

Ouvir notícia

A União Europeia adotou formalmente, nesta sexta-feira (8), seu quinto pacote de sanções contra a Rússia desde a invasão da Ucrânia pelo país em 24 de fevereiro, incluindo proibições à importação de carvão, madeira, produtos químicos e outros produtos.

As medidas também impedem que muitos navios e caminhões russos acessem a UE, prejudicando ainda mais o comércio, e proibirão todas as transações com quatro bancos russos, incluindo o VTB.

A proibição das importações de carvão entrará em vigor totalmente a partir da segunda semana de agosto. Nenhum novo contrato pode ser assinado a partir desta sexta-feira, com a publicação das sanções no diário oficial da UE.

Os contratos existentes terão que ser rescindidos até a segunda semana de agosto, o que significa que a Rússia pode continuar a receber pagamentos da UE pelas exportações de carvão até lá.

“Estas últimas sanções foram adotadas após as atrocidades cometidas pelas forças armadas russas em Bucha e outros lugares sob ocupação russa”, disse o principal diplomata da UE, Josep Borrell, em comunicado.

O Kremlin disse que as alegações ocidentais de que forças russas cometeram crimes de guerra ao executar civis na cidade ucraniana de Bucha eram uma “falsificação monstruosa” destinada a difamar o exército russo.

Só a proibição do carvão é estimada pela Comissão em 8 bilhões de euros por ano em receitas perdidas para a Rússia. Isso é duas vezes maior do que o que a chefe da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, disse na terça- feira .

Além do carvão, as novas sanções da UE proíbem as importações da Rússia de muitas outras commodities e produtos, incluindo madeira, borracha, cimento, fertilizantes, frutos do mar de alta qualidade, como caviar, e destilados, como vodka, por um total adicional valor estimado em 5,5 bilhões de euros por ano.

A UE também restringiu a exportação para a Rússia de uma série de produtos, incluindo combustível de aviação, computadores quânticos, semicondutores avançados, eletrônicos de ponta, software, máquinas sensíveis e equipamentos de transporte, por um valor total de 10 bilhões de euros por ano.

As sanções também proíbem as empresas russas de participar de compras públicas na UE e estendem as proibições no uso de criptomoedas que são consideradas um meio potencial para contornar as sanções.

Reino Unido congela bens de filhas do Putin

O Reino Unido incluiu as filhas de Vladimir Putin em sua lista de sanções nesta sexta-feira (8), refletindo medidas dos Estados Unidos, no que disse ser um esforço para atingir o estilo de vida das pessoas do círculo íntimo do presidente russo.

Após a invasão russa da Ucrânia, o Reino Unido e outros aliados ocidentais anunciaram várias ondas de sanções contra as elites ricas de Moscou, as principais indústrias e seu acesso ao sistema financeiro internacional.

Uma atualização da lista de sanções do Reino Unido anunciou o congelamento de bens das filhas adultas de Putin, Katerina Tikhonova e Maria Vorontsova, e Sergeyevna Vinokurova, filha do ministro das Relações Exteriores Sergei Lavrov.

Todos as três sofreram sanções dos Estados Unidos no início desta semana.

“Nosso pacote de sanções sem precedentes está atingindo a elite e suas famílias, ao mesmo tempo em que degrada a economia russa em uma escala que a Rússia não vê desde a queda da União Soviética”, disse a secretária de Relações Exteriores Liz Truss em comunicado.

O Reino Unido estima que 60% das reservas russas em moeda estrangeira foram congeladas como resultado de sanções internacionais.

Mais Recentes da CNN