Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Veja o que sabemos sobre o tiroteio durante desfile de comemoração do Super Bowl

    Ataque no centro de Kansas City, Missouri, deixou uma pessoa morta e mais de 20 feridas; polícia investiga motivação

    Policiais e médicos respondem a um tiroteio na Union Station durante o desfile da vitória do Kansas City Chiefs Super Bowl LVIII em 14 de fevereiro de 2024 em Kansas City, Missouri
    Policiais e médicos respondem a um tiroteio na Union Station durante o desfile da vitória do Kansas City Chiefs Super Bowl LVIII em 14 de fevereiro de 2024 em Kansas City, Missouri Jamie Squire/Getty Images

    Da CNN

    As autoridades dos Estados Unidos estão investigando o motivo do tiroteio que aconteceu, nesta quarta-feira, no centro de Kansas City, Missouri, no final de um desfile de comemoração da vitória do Kansas City Chiefs no Super Bowl.

    O tiroteio deixou uma pessoa morta e mais de 20 feridas.

    Isso é tudo o que sabemos até agora:

    Comemoração dos Chiefs

    Estima-se que 1 milhão de pessoas se reuniram na quarta-feira a poucos passos da Union Station em Kansas City, no Missouri.

    O desfile marcava o bicampeonato dos Kansa City Chiefs, que conquistaram o Super Bowl, a final nacional do futebol americano.

    Jogadores e comissão do Kansas City Chiefs comemoram o título no Super Bowl LVIII
    Jogadores e comissão do Kansas City Chiefs comemoram o título no Super Bowl LVIII / Steph Chambers/Getty Images

    Com alguns jogadores ainda no palco, os primeiros tiros foram ouvidos logo após o término do evento.

    Investigação policial

    A polícia agora está coletando evidências físicas e digitais e entrevistando testemunhas e vítimas, disse a chefe de polícia de Kansas City, Stacey Graves.

    O FBI e o Departamento de Álcool, Tabaco, Armas de Fogo e Explosivos responderam a ocorrência em Kansas City para ajudar a polícia, disse um porta-voz do Departamento de Justiça.

    O FBI criou um site pedindo pistas ou vídeos.

    Três detidos

    Três pessoas foram detidas e um número indeterminado de armas foram recuperadas enquanto os policiais convergiam, disse Graves.

    Nenhuma acusação foi formalizada e nenhum suspeito foi identificado.

    “Não temos a motivação, mas pedimos àqueles que possam ter qualquer tipo de informação, uma testemunha ou vídeo, que contatem a polícia”, disse o chefe de polícia em coletiva de imprensa na quarta-feira.

    Um participante do evento, Paul Contreras, disse à CNN que avançou contra uma pessoa, derrubando uma arma no chão.

    A polícia chegou ao local e algemou essa pessoa presa ao chão, mostraram imagens.

    Não está claro se a pessoa abordada estava entre os que a polícia disse ter detido.

    As vítimas

    Graves disse durante uma entrevista coletiva na quarta-feira que 22 pessoas foram baleadas no incidente, uma das quais morreu devido aos ferimentos.

    Mas a polícia ainda está trabalhando no número total de feridos.

    A DJ de uma rádio local Lisa Lopez-Galvan morreu após levar um tiro no evento, disse seu empregador, a rádio KKFI 90.1 FM.

    Pessoas são atingidas por tiros na comemoração do título do Super Bowl do Kansas City Chiefs
    Pessoas são atingidas por tiros na comemoração do título do Super Bowl do Kansas City Chiefs / CNN

    A polícia não identificou a pessoa que morreu no tiroteio nem forneceu detalhes sobre sua morte.

    Quatro hospitais receberam juntos 29 pacientes – 19 com ferimentos de bala – do tiroteio, disseram funcionários à CNN.

    O Children’s Mercy Hospital recebeu 11 crianças entre 6 e 15 anos – nove baleadas –, disse a porta-voz do hospital, Lisa Augustine.

    Jogadores se manifestam

    O Kansas City Chiefs disse em um comunicado que estava triste com o tiroteio e chamou de “ato de violência sem sentido”.

    O tight end Travis Kelce expressou angústia com o tiroteio: “Estou com o coração partido pela tragédia que aconteceu hoje. Meu coração está com todos que vieram comemorar conosco e foram afetados. KC, você significa muito para mim”, postou ele no X (antigo Twitter).

    O defensive end Charles Omenihu ofereceu condolências e também comentou sobre as leis sobre armas americanas: “Orações pelos afetados no desfile de hoje. Um momento de celebração termina em tragédia. Quando vamos consertar essas leis sobre armas? Quantas pessoas mais terão que morrer para dizer que já chega? É muito fácil para as pessoas erradas obter armas na América e isso é um FATO”, escreveu ele no X.