Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Veja quantos papas já teve a Igreja Católica

    Primeiro papa foi São Pedro que, segundo a ACI Prensa, recebeu de Jesus o Supremo Poder Pontifício, instituiu a primeira ordem eclesiástica e a oração do Pai Nosso

    Papa Francisco abençoa Praça São Pedro vazia, no Vaticano
    Papa Francisco abençoa Praça São Pedro vazia, no Vaticano Foto: Reuters

    Da CNN

    No Vaticano, toda a autoridade legislativa, judicial e executiva reside no papa. E durante séculos, os líderes da Igreja Católica Romana foram escolhidos em reuniões privadas conhecidas como conclaves.

    Tecnicamente, qualquer homem católico romano pode ser eleito papa. Mas desde 1379, cada papa foi escolhido no Colégio dos Cardeais, o grupo que dá os votos no conclave.

    Muitos dos cardeais são bispos e arcebispos nomeados pelo papa para ajudar em questões religiosas. Alguns trabalham no Vaticano, mas a maioria está espalhada pelo mundo e dirige uma diocese ou arquidiocese.

    Quando chega a hora de votar em um novo papa, todos os cardeais com menos de 80 anos viajam a Roma para participar.

    Dentro da Capela Sistina, cédulas de papel são entregues a cada cardeal, que escreve o nome do candidato escolhido abaixo das palavras “Eligo in Summun Pontificem” (latim para “Eu escolho o Sumo Pontífice”). Os cardeais não podem votar em si mesmos.

    Quando terminam, cada cardeal, por ordem de idade, caminha até um altar para colocar cerimoniosamente sua cédula dobrada em um cálice. Os votos são então contados e o resultado lido aos cardeais.

    Se um cardeal recebe dois terços dos votos, ele se torna o novo pontífice.

    A revelação de um novo papa

    Não podemos entrar na Capela Sistina, mas saberemos se há um novo papa apenas olhando para a fumaça que sai do telhado do Vaticano.

    As cédulas são queimadas após a votação, uma vez pela manhã e outra à tarde. Se um papa não for eleito, as cédulas serão queimadas junto com uma substância química que torna a fumaça preta.

    No entanto, se a fumaça for branca, o 1,2 bilhão de católicos romanos do mundo têm um novo líder da igreja.

    Tradicionalmente, entre 30 e 60 minutos após a fumaça branca, o novo papa aparecerá na varanda com vista para a Basílica de São Pedro. Praça de São Pedro. O cardeal Jean-Louis Tauran, se ele próprio não for eleito papa, anunciará as palavras “Habemus Papam” (latim para “temos um papa”) e apresentará o novo papa pelo nome papal escolhido.

    O novo papa então falará brevemente e fará uma oração. Sua nomeação formal ocorrerá dias após sua eleição. Os dois últimos papas foram inaugurados na Catedral de São Pedro.

    Quantos papas teve a Igreja Católica?

    O primeiro papa foi São Pedro que, segundo a ACI Prensa, recebeu de Jesus o Supremo Poder Pontifício, instituiu a primeira ordem eclesiástica e a oração do Pai Nosso. E até o final de 2022, o Vaticano teve 266 papas, sendo o Papa Francisco o último selecionado para ocupar o cargo.

    Veja os nomes dos primeiros e últimos papas da história:

    Os 10 primeiros:

    • São Pedro (Simon Bar Jona)
    • San Lino, Toscana (67-76)
    • Santo Anacleto (Cleto), Roma (76-88)
    • São Clemente I (88-97)
    • São Evaristo, Grécia (97-105)
    • Santo Alexandre I, Roma (105-115)
    • São Sisto I, Roma (115-125)
    • São Telesphorus, Grécia (125-136)
    • Santo Igino, Grécia (136-140)
    • São Pio I, Aquileia (140-155)

    Últimos 10:

    • São Pio X (1903-1914)
    • Bento XV (1914-1922)
    • Pio XI (1922-1939)
    • Pio XII (1939-1958)
    • João XXIII (1959-1963)
    • Paulo VI (1963-1978)
    • João Paulo I (1978)
    • João Paulo II (Polônia) (1978-2005)
    • Bento XVI (Alemanha) (2005-2013)
    • Francisco (Argentina) (2013- presente)

    Este conteúdo foi criado originalmente em espanhol.

    versão original