Virada de Trump seria algo inédito, diz especialista em política americana

Professor Carlos Poggio ressalta que Biden vem obtendo bons resultados em grupos que foram fundamentais para a vitória de Trump em 2016

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Com a retomada da campanha de Donald Trump após contrair o novo coronavírus, o presidente se vê em uma situação delicada na corrida eleitoral, atrás em Joe Biden em estados chave, a pior situação para um candidato a reeleição desde Harry Truman em 1948.

Para o professor Carlos Poggio, especialista em política americana, Trump precisará de uma virada histórica para vencer, mas alerta que situação atual tem semelhanças com 2016 – quando pesquisas erroneamente apontavam vitória de Hillary Clinton.

Leia também:
Médico diz que Trump testou negativo para Covid-19 em ‘dias consecutivos’
América Decide: Trump e Biden em busca do eleitor perdido

O presidente dos EUA, Donald Trump, na Casa Branca
O presidente dos EUA, Donald Trump, na Casa Branca: situação difícil para as eleições
Foto: Carlos Barria/Reuters (26.set.2020)

“Se Trump conseguir uma virada, será algo inédito na história das eleições. Mas é preciso cautela porque há quatro anos um jornal disse assim: pesquisas se dividem entre vitória de Hillary e uma vitória de lavada de Hillary. A situação de Clinton há três semanas das eleições era mais ou menos parecida com a de Biden em estados chave atualmente.”

Ele explica que as principais diferenças entre Hillary em 2016 e Biden em 2020 está nos grupos de apoio do candidato atual, que apela muito para a base que elegeu Trump.

“Biden tem capturado parte fundamental do eleitorado de Trump em 2016, se saindo melhor entre brancos, eleitores mais velhos e mulheres brancas. Tanto é assim que Trump tem basicamente os mesmos números entre eleitores negros e latinos de quando foi eleito presidente.”

(Edição: André Jank)

 

Mais Recentes da CNN