Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Zelensky diz que acordo com Rússia exigirá aprovação por voto popular

    Presidente ucraniano reitera que decisões serão determinadas ao povo ucraniano

    Anna Gabriela Costada CNN*

    em São Paulo

    O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, afirmou, nesta segunda-feira (21) que “qualquer compromisso que for acordado com a Rússia vai demandar um referendo – uma consulta popular”.

    O líder ucraniano reitera que se tiver que fechar um acordo com a Rússia, irá submeter esta decisão aos ucranianos. A informação foi publicada em uma empresa de radiodifusão da Ucrânia.

    “O povo terá que se manifestar e responder a qualquer forma de acordo. E como eles (acordos) serão formulados será assunto de nossas conversas e entendimento entre a Ucrânia e a Rússia“, disse ele em entrevista divulgada pela emissora pública ucraniana Suspilne.

    As questões que poderiam ser levantadas em qualquer referendo poderiam dizer respeito aos territórios ocupados pelas forças russas, incluindo a Crimeia, e as garantias de segurança oferecidas à Ucrânia por outros países em vez da adesão do país à Otan, disse.

    O analista de Internacional da CNN Brasil, Lourival Sant’Anna, acrescentou que, entre as exigências da Rússia, estaria a desmilitarização da Ucrânia – não ter forças armadas ou que as forças armadas sejam muito reduzidas – ou a Ucrânia se comprometer a não pedir para entrar na Otan e na União Europeia e aceitar os territórios que a Rússia anexou”.

    O analista acrescentou que a Ucrânia é um país democrático, e que Zelensky acredita que uma decisão deste porte não pode ser tomada por um presidente ou menos ainda pela pressão de uma força ocupante.

    *Com informações da Reuters