Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Zelensky afirma que quis matar Putin após ataque a hospital infantil

    Investigação da ONU aponta alta probabilidade de ataque à instalação de saúde ter partido da Rússia; Kremlin nega envolvimento

    Zelensky em coletiva de imprensa em Washington, nos EUA
    Zelensky em coletiva de imprensa em Washington, nos EUA Reuters

    Jane Rossda Reuters Washington

    O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, disse na terça-feira (9) que crianças que morreram em ataques russos ao seu país o fizeram querer matar Putin.

    Falando antes da cúpula da Otan em Washington, Zelensky falou da sua própria dor quando crianças morreram na guerra russa contra a Ucrânia, dizendo que isso o fez “querer matar Putin neste momento”.

    Uma missão de direitos humanos da Onu disse na terça-feira que havia uma “alta probabilidade” de que o principal hospital infantil de Kiev tenha sido atingido diretamente por um míssil russo durante uma série de ataques aéreos em cidades ucranianas, matando pelo menos 44 pessoas, enquanto o Kremlin continuava a negar envolvimento.

    Na esperança de mudar o curso do conflito opressor que começou em fevereiro de 2022, Zelensky quer que a Otan envie mais armas e dinheiro e ofereça garantias de segurança. Ele se encontrará com o presidente republicano da Câmara dos Representantes, Mike Johnson, um aliado de Trump, no Capitólio nesta quarta-feira (10).

    Zelenskiy participa da cúpula da Otan como convidado, mas a Ucrânia quer juntar-se ao grupo para evitar futuros ataques da Rússia.