Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Zelensky agradece Irlanda por resolução que reconhece invasão russa como genocídio

    Primeiro-ministro irlandês, Michéal Martin, afirmou que conflito no Leste Europeu é violação do direito internacional

    O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky (R) em uma entrevista coletiva com o primeiro-ministro irlandês Micheál Martin hoje em Kiev
    O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky (R) em uma entrevista coletiva com o primeiro-ministro irlandês Micheál Martin hoje em Kiev Alexey Furman/Getty Images

    Karen SmithHande Atay Alamda CNN

    Ouvir notícia

    O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, agradeceu à Irlanda por acolher refugiados ucranianos e pelo Senado da Irlanda adotar recentemente uma resolução que reconhece a invasão russa da Ucrânia como genocídio.

    Em uma entrevista coletiva conjunta nesta quarta-feira (6) com o primeiro-ministro irlandês, Micheál Martin, em Kiev, ele disse que os dois discutiram uma resposta conjunta à ameaça à segurança alimentar, à crise energética e à preparação do novo sétimo pacote de sanções contra a Rússia.

    Martin disse que “a Ucrânia pertence à União Europeia” e que a Irlanda estará com a Ucrânia “em cada passo do caminho”.

    “A guerra brutal da Rússia contra este belo país democrático é uma violação grosseira do direito internacional. É uma afronta a tudo o que a Irlanda representa. Não pode e não será permitido”, continuou Martin e mencionou que “testemunhou em primeira mão a horrível realidade da guerra contra o povo da Ucrânia” enquanto visitava as cidades de Borodianka, Irpin e Bucha.

    Martin também apontou que a Irlanda acolheu 40.000 ucranianos fugindo da guerra e disse: “Eles são bem-vindos para permanecer na Irlanda pelo tempo que precisarem. A nossa casa é a sua casa.”

    Mais Recentes da CNN