Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Zelensky diz que Moscou está “assustada” com sua entrevista a jornalistas russos

    Órgão russo alertou os meios de comunicaçaõ do país sobre a distribuição da conversa do presidente ucraniano com veículos independentes

    Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, em encontro com primeiros-ministros da Polônia, República Tcheca e Eslovênia
    Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, em encontro com primeiros-ministros da Polônia, República Tcheca e Eslovênia Cortesia da Presidência da Ucrânia/Anadolu Agency via Getty Images

    Nathan Hodgeda CNN

    Ouvir notícia

    O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky reagiu à tentativa da Rússia de censurar sua entrevista com jornalistas russos independentes, dizendo que Moscou está “assustada” por jornalistas “que podem dizer a verdade”.

    “Pessoas fortes de nosso país forte, hoje é o dia em que estou convencido repetidamente de quão longe estamos da Federação Russa”, disse Zelensky em um vídeo compartilhado neste domingo (27).

    “Imaginem, eles ficaram assustados em Moscou por causa da minha entrevista com jornalistas russos. Aqueles que podem dizer a verdade”.

    O órgão de vigilância da mídia de Moscou, Roskomnadzor, emitiu um comunicado no domingo alertando os meios de comunicação russos contra a retransmissão ou distribuição da entrevista.

    “(Eles) destruíram a liberdade de expressão em seu Estado, (e estão) tentando destruir o Estado vizinho. Eles se retratam como atores globais, e têm medo de uma conversa relativamente curta com vários jornalistas”, disse Zelensky. “Se ocorreu tal reação, então estamos fazendo tudo certo. Significa que estão nervosos”.

    A longa entrevista em vídeo, postada na íntegra no canal do Telegram de Zelensky, apresentou perguntas de alguns dos jornalistas independentes mais proeminentes da Rússia, incluindo os autores Mikhail Zygar e Tikhon Dzyadko, editor-chefe do canal recentemente fechado TV Rain.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original

    Mais Recentes da CNN