Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Zelensky visita Kharkiv em sinal de apoio após ataques da Rússia

    Presidente ucraniano esteve em local onde mísseis russos mataram sete pessoas

    Zelensky visita local de ataque russo em Kharkiv
    Zelensky visita local de ataque russo em Kharkiv Reuters

    Yuliia Dysada Reuters

    O presidente Volodymyr Zelensky visitou a cidade de Kharkiv, no nordeste da Ucrânia, nesta sexta-feira (24), enquanto enfrenta intensos ataques aéreos russos em meio a um impulso ofensivo das forças de Moscou ao norte da região.

    O líder ucraniano se encontrou com líderes militares seniores na cidade e viajou para o local de uma grande gráfica um dia depois de ter sido destruída num ataque com mísseis russos que matou pelo menos sete pessoas.

    “Hoje estou em Kharkiv… Também recebi atualizações sobre operações de defesa, particularmente na área de Vovchansk, bem como a recuperação da infraestrutura de energia danificada”, disse Zelensky em X.

    As forças russas lançaram um ataque em 10 de maio, dirigindo-se para a cidade fronteiriça de Vovchansk em uma linha de ataque e empurrando para a aldeia de Lyptsi na outra.

    Oleksandr Syrskyi, o principal comandante da Ucrânia, disse nesta quinta-feira (23) que as forças russas estavam travadas em combates de rua em Vovchansk e que haviam se movido para uma posição defensiva perto de Lyptsi.

    A Rússia diz que quer criar uma zona “tampão” na região no que chama de resposta ao bombardeio de Kiev a regiões fronteiriças russas, como Belgorod. A Rússia frequentemente lança ataques aéreos contra a Ucrânia a partir da região de Belgorod.

    O avanço abriu uma nova frente na guerra no que Kiev disse ser um esforço para desviar suas tropas em menor número do leste, onde a luta mais feroz está ocorrendo.

    Kharkiv, a segunda maior cidade da Ucrânia, fica a cerca de 30 km da fronteira com a Rússia, e a região ao redor enfrenta ataques diários de mísseis, drones e bombas guiadas há meses.

    A maior parte da infraestrutura de energia foi severamente danificada na cidade, que ainda abriga cerca de 1,3 milhão de pessoas.

    “Toda a cidade e região de Kharkiv merecem nosso apoio, gratidão e respeito”, disse Zelenskiy.