Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Metrô de Paris: dicas para utilizar o meio de transporte da cidade olímpica

    Trilhos parisienses vão conectar boa parte das praças esportivas da capital francesa na Olimpíada; saiba como

    Entrada de estação de metrô em Paris em janeiro de 2023
    Entrada de estação de metrô em Paris em janeiro de 2023 Mohamad Salaheldin Abdelg Alsayed/Anadolu via Getty Images

    Felipe Maiacolaboração para a CNN

    Paris

    Paris foi uma das primeiras cidades da Europa a dispor de metrô para seus habitantes, com linhas operando já no século XIX, e uma rede que hoje é uma das mais densas do mundo. Para quem vem visitar a cidade nos jogos olímpicos e para-olímpicos, vale a pena conhecer algumas boas práticas desse metrô que será o principal meio de acesso a quadras, estádios e arenas da capital.

    Não é tão difícil avistar uma entrada para o metrô caminhando por Paris, seus 20 distritos e suas imediações. Quem não tem tempo para se perder (ou flanar, em bom francês) pode optar por aplicativos de navegação, como Citymapper ou Google Maps, ou até mesmo mapas em papel.

    Para ajudar o fã de esporte, a prefeitura de Paris desenvolveu um aplicativo dedicado ao transporte durante os jogos olímpicos. O Transport Public Paris 2024 está disponível para Android e iOS em várias línguas, inclusive português.

    No app, o espectador pode selecionar as praças esportivas que pretende acessar e se atualizar sobre o funcionamento das linhas férreas da cidade, incluindo trechos da rede de trens intermunicipais (RER), os bondes (tramway), além de ônibus. O aplicativo também exibe pontos de interesse no mapa, como locais de venda de bilhetes de transporte.

    Com ou sem app, é preciso se atentar a qual tipo de bilhete comprar. A RATP, empresa que controla o metrô parisiense, oferece uma série de tíquetes em máquinas de auto-atendimento que também variam entre si, de modelos antigos a modelos mais modernos com interface em francês e inglês — não há opção em português.

    Para trajetos únicos na cidade, o bilhete é o “ticket t+”. Entre os dias 20 de julho e 8 de setembro, o valor desse bilhete será fixado em 4 euros. Antes e depois dessas datas, o bilhete custa 2,15 euros. Neste período também não será possível adquirir bilhetes de uso diário e semanal, cujos valores oferecem desconto.

    O tíquete também pode ser adquirido em cartões “Navigo” oferecidos em estações com guichês de pronto atendimento. O formato virtual do “ticket t+” também está disponível no aplicativo da própria RATP e no app IDF Mobilités para Android, acessíveis no celular ou no smartwatch.

    O aplicativo Transport Public Paris 2024 oferece a opção de compra de bilhetes de uso ilimitado e diário, isto é, um bilhete que pode ser usado inúmeras vezes em 1, 2, 3, 4, 5, 7 e 14 dias, com valores variando de 18 a 142 euros.

    Aplicativo para comprar de bilhetes de transporte público em Paris
    Aplicativo para comprar de bilhetes de transporte público em Paris / Reprodução

    Para quem quer economizar tempo e dinheiro, a dica é comprar bilhetes com antecedência e evitar filas ou até mesmo a alta de preços. No caso dos aplicativos, essa compra pode ser feita até mesmo por quem ainda não está em solo francês.

    Uma vez com o bilhete em mãos, o usuário deve traçar seu trajeto. Ele pode recorrer a um dos mapas disponíveis nas paredes da área de catracas das estações, nas plataformas ou mesmo dentro dos vagões. Mapas de mão são oferecidos nos guichês de pronto atendimento. Redes móveis geralmente funcionam no metrô parisiense, apesar de sua profundidade nem sempre garantir bom sinal.

    Ao passar a catraca, o usuário recupera seu tíquete. É importante não jogar o bilhete no lixo antes de sair do metrô: fiscais operam em rondas surpresa nas estações verificando que todos os passageiros tenham um tíquete válido. Para não se confundir em meio a vários tíquetes, a dica é fazer uma marca pequena no bilhete já utilizado ou se atentar para os inscritos deixados pela catraca a cada passagem.

    Nos corredores das estações e nos vagões, o fã de esporte deve ficar atento à sinalização na cor rosa. Essa é a cor usada para indicar as principais locações dos jogos olímpicos. Em linhas com acesso a ginásios e quadras, como é o caso da linha 1, é possível identificar placas e adesivos em rosa que indicam paradas como a arena de vôlei de praia próxima à torre Eiffel.

    Outra dica importante para o metrô parisiense é manter a etiqueta do transporte público e cuidado dobrado para evitar furtos e roubos. Na escada rolante, mantenha-se à direita. Nos vagões, mantenha seus pertences sempre à vista e tome cuidado com celulares à mão, bolsos de fácil acesso ou bolsas e mochilas sem zíper.

    Cabe ressaltar que nem todas as estações de metrô de Paris são acessíveis e algumas não têm escada rolante nem elevador, o que pode ser um problema pessoas de mobilidade reduzida ou pais com carrinhos de bebê. Estações de maior circulação, com cruzamento de muitas linhas, geralmente têm vias acessíveis, internet e até banheiro gratuito.

    Ao todo, 14 estações de metrô serão fechadas em momentos distintos do calendário olímpico como forma de evitar aglomerações em áreas próximas às praças esportivas. A lista com todas as estações afetadas pode ser consultada no site da RATP, que também conta com informações adicionais para quem vem aos jogos olímpicos.

    Mais sobre Paris: