Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Primeira bailarina deixa o Bolshoi para se juntar à companhia na Holanda

    A principal bailarina da companhia, a russa Olga Smirnova, acaba de se juntar ao Dutch National Ballet, na Holanda

    Primeira bailarina russa Olga Smirnova, ao lado de Vladislav Lantratov, durante apresentação do Bolshoi, em Moscou
    Primeira bailarina russa Olga Smirnova, ao lado de Vladislav Lantratov, durante apresentação do Bolshoi, em Moscou REUTERS

    Toby Sterlingda Reuters

    Amsterdã

    A primeira bailarina russa Olga Smirnova, uma crítica da invasão da Ucrânia pela Rússia, deixou o Bolshoi e se juntará ao Dutch National Ballet, na Holanda, informou a companhia nesta quarta-feira (16).

    “É um privilégio tê-la dançando com nossa companhia na Holanda – mesmo que as circunstâncias que levaram a essa mudança sejam incrivelmente tristes”, disse o diretor do Dutch National Ballet, Ted Brandsen, em comunicado.

    Smirnova, de 30 anos, deixou a Rússia em março. Em um comunicado em sua conta do Telegram republicado pela trupe de dança holandesa, ela disse que era “contra a guerra com todas as forças”.

    “Nunca pensei que teria vergonha da Rússia, sempre tive orgulho do talentoso povo russo, de nossas conquistas culturais e atléticas”, escreveu. “Mas agora sinto que uma linha foi traçada.”

    Smirnova está agora na Holanda, confirmou um porta-voz do balé.

    Na última semana, foi o brasileiro David Motta Soares, bailarino e um dos mais importantes solistas do Bolshoi, que deixou a companhia em solidariedade aos ucranianos.