Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    The Town: Artista turco usa IA para transformar música em algo visível

    Refik Anadol também colaborou com duas artistas do povo Yawanawá em projeto que pautava a questão climática na Amazônia

    Flávio Ismerimda CNN

    São Paulo

    O artista turco-norte-americano Refik Anadol tem uma difícil missão na primeira edição do The Town: transformar a música, que é invisível, em algo visível.

    Adaptando um trabalho que ele expõe no Museu de Arte Moderna (MoMA) de Nova York, ele trouxe para um dos estandes do festival telões criados por inteligência artificial que exibem imagens feitas a partir de mais de 4 bilhões de imagens.

    “Temos um volume imenso de trabalho que pode chegar a durar meses para limpar e fazer a curadoria dos dados, treinar algoritmos, usar ciência para transformar essas ideias em pigmentos, materiais, e depois usá-los para criar narrativas em torno deles. Trabalhamos com a indústria musical para transformar o nosso trabalho e fazer o invisível vísivel”, explicou o artista em entrevista à CNN.

    Refik faz parte da geração de artistas visuais nativos-digitais que cresceram com computadores, softwares e algoritmos e usam esse universo para produzir arte. O artista de 38 anos fez parte do programa de residência Google AMI Arts & AI em 2016 e, desde então, mergulhou nesse universo.

    A inteligência artificial me ajuda a imaginar esse pincel invisível que pode pensar, lembrar e talvez até sonhar e alucinar.

    Refik Anadol

    “Acredito que arte deveria ser tão igualitária quanto água, comida e todos os itens fundamentais da vida que precisamos para sobreviver. Estarei em qualquer lugar que estiver aberto para compartilhar a arte e a criatividade com o mundo. Pode ser um hospital, uma universidade, um museu, um festival, qualquer coisa que me conecte com as pessoas”, afirmou Refik.

    Uso responsável da IA

    Navegando em um debate levantado pelo papa Francisco, que questionou o poder da inteligência artificial para manter e amplificar a discriminação e a violência da sociedade, Refik Anadol pediu que o debate sobre o tema seja publicizado e alcance mais pessoas. Para ele, quanto mais explicar os algoritmos e falar sobre eles, mais poderemos promover um diálogo sobre seus problemas.

    “Eu não sou um otimista quando o assunto é IA. IA é uma responsabilidade. Quando se usa algo tão poderoso quanto isso, qualquer um, do artista ao engenheiro, deveria ser mais cuidadoso e pensar mais sobre o que nós fazemos e porque nós fazemos.”

    “É uma tecnologia com possibilidades incríveis e eu quero ter certeza de que nós não vamos usar essas possibilidades sem saber direito o que estamos fazendo”, afirmou.

    Vídeo: UE quer regulamentar inteligência artificial

    Parceria com o povo Yawanawá

    Refik Anadol também lançou, em parceria com as irmãs Yawanawá Nawashahu e Mukashahu, uma coleção de vídeos digitais feitos por pintura de dados que defendia o legado do povo indígena Yawanawá, do Acre, e discutia a questão climática da Amazônia.

    As obra de “Winds of Amazonia” são vendidas em NFTs e foram apresentados em um evento no mês passado em Mykonos, uma ilha da Grécia.

    Restam dois dias de The Town

    Nesse fim de semana, o festival receberá Foo FightersYeah Yeah YeahsGarbagePittyKim PetrasIza e a despedida de Bruno Mars dos solos brasileiros.

    CNN preparou uma lista de tudo o que você precisa saber sobre o The Town. Veja abaixo.

    9/09 (sábado)

    Palco Skyline

    • Foo Fighters – 23h
    • Yeah Yeah Yeahs – 20h25
    • Garbage – 18h15
    • Pitty – 16h05

    Palco The One 

    • Terno o Rei convida Mahmund e Fernanda Takai – 15h
    • Detonautas – 17h10
    • Barão Vermelho convida Samuel Rosa – 19h20
    • Wet Leg – 21h45

    Palco Factory 

    • Grag Queen – 16h
    • Mc Dricka – 18h
    • Yunk Vino – 20h00
    • MC Don Juan – 22h00

    Palco São Paulo Square

    • São Paulo Big Band – 15h00
    • Big Band convida Vanessa Moreno e Ana Cañas – 16h30
    • Hamilton de Holanda – 18h30
    • Stanley Jordan – 20h30

    Palco New Dance Order 

    • Kenya20hz Apresenta Chaos Sonor – 16h05
    • Aerea Live -17h35
    • Renato Cohen Live – 18h07
    • Inner City Live Bonus Set Kevin Saunderson – 19h45
    • Badsista, Malka, Venus Aka Gueto Elegance Feat Marina Lima – 20h45
    • Mamba Negra Showcase Feat Cashu + Paulete Lindacelva + Valentina Luz: 23h30

    10/09 (domingo)

    Palco Skyline

    • Iza – 16h05
    • Kim Petras – 18h15
    • H.E.R. – 20h35
    • Bruno Mars – 23h

    Palco The One

    • Marina Sena canta Gal Costa – 15h
    • Pabllo Vittar convida Liniker e Jup do Bairro – 17h10
    • Gloria Groove – 19h20
    • Jão – 21h45

    Palco Factory

    • N.I.N.A – 16h
    • Cynthia Luz – 18h
    • Tassia Reis – 20h
    • Xênia França – 22h

    Palco São Paulo Square

    • São Paulo Big Band – 15h
    • São Paulo Big Band convida Luciana Melo e Jesuton – 16h30
    • Banda MAntiqueira & Mônica Salmaso – 18h30
    • Richard Bone – 20h30

    Palco New Dance Order

    • Dj Mau Mau B2b Etcetera – 15h05
    • Paradise Guerrilla – 16h35
    • Lion Babe – 18h15
    • Crazy P Soundsystem – 20h
    • Boratto & Emerson Live – 21h40
    • Oddjs Aka Davis X Vermelho X Zopelar – 23h30

    Como chegar ao festival?

    Visando atenuar o tumulto na chegada e saída do público, a diretora do evento, Roberta Medina, recomenda que as pessoas se dirijam ao local pelo transporte público: “Esqueçam a ideia de ir de táxi ou aplicativos. Se quiser ser feliz, vá de transporte público”, disse Roberta, em evento com a imprensa.

    Neste caso, as melhores opções são pelos trilhos do Metrô/ViaQuatro e CPTM/Via Mobilidade.

    A região é carente de estacionamentos privados, então a recomendação é evitar ir de carro particular.

    • CPTM / Via Mobilidade

    A estação mais próxima ao local dos shows é a Autódromo, na Linha 9 – Esmeralda, administrada pela Via Mobilidade. Os passageiros das Linhas 7 – Rubi, 10 – Turquesa, 11 – Coral e 13 – Jade (Expresso Aeroporto) podem viajar até a Estação da Luz e fazer a transferência para a Linha 4 – Amarela, seguindo até Pinheiros, na Linha 9-Esmeralda, e descer na Autódromo.

    As 57 estações da companhia estarão abertas apenas para o desembarque de passageiros, entre meia-noite e 4h da manhã. A CPTM informa que o intervalo entre os trens será ajustado de acordo com a demanda de passageiros do festival.

    • Metrô / ViaQuatro

    O Metrô informa que preparou um esquema para atendimento 24h durante os cinco dias, sendo que o embarque será até meia-noite e o desembarque será realizado ininterruptamente. Além disso, a empresa preparou também um mapa com as opções de chegada por meio de suas linhas:

    Linha 1 – Azul

    Opção 1: Seguir até a estação Santa Cruz, pela Linha 5-Lilás (sentido Capão Redondo) e descera na estação Santo Amaro. Lá, siga para a Linha 9 – Esmeralda (sentido Bruno Covas/Mendes-Vila Natal) e vá até a estação Autódromo.
    Opção 2: Vá até a estação Luz, seguindo para a Linha 4-Amarela (sentido Vila Sônia); desça na estação Pinheiros, siga para a Linha 9-Esmeralda (sentido Bruno Covas/Mendes-Vila Natal) e vá até a estação Autódromo.

    Linha 2 – Verde

    Opção 1: Vá até a estação Chácara Klabin, seguindo para a Linha 5-Lilás (sentido Capão Redondo); desça na estação Santo Amaro, siga para a Linha 9-Esmeralda, sentido Bruno Covas/Mendes-Vila Natal e vá até a estação Autódromo.
    Opção 2: Vá até a estação Consolação, seguindo para a Linha 4-Amarela (sentido Vila Sônia); desça na estação Pinheiros, siga para a Linha 9-Esmeralda (sentido Bruno Covas/Mendes-Vila Natal) e vá até a estação Autódromo.

    Linha 3 – Vermelha: Vá até a estação República, seguindo para a Linha 4-Amarela (sentido Vila Sônia); desça na estação Pinheiros, siga para a Linha 9-Esmeralda (sentido Bruno Covas/Mendes-Vila Natal) e vá até a estação Autódromo.

    Linha 15 – Prata: Vá até a estação Vila Prudente e siga para a Linha 2-Verde (sentido Vila Madalena); prossiga até a estação Chácara Klabin, seguindo para a Linha 5-Lilás (sentido Capão Redondo); desça na estação Santo Amaro, siga para a Linha 9-Esmeralda (sentido Bruno Covas/Mendes-Vila Natal) e vá até a estação Autódromo.

    • Mais conforto e menos tempo

    Estará disponível o serviço especial com trens exclusivos e hora marcada. Basta comprar o passaporte expresso ou semi-expresso para as linhas 8 e 9, com menos paradas e mais tempo para curtir o festival.

    • Expresso

    Os passaportes do primeiro lote podem ser adquiridos por R$ 40 (ida e volta). Na volta, os passageiros embarcam na Estação Autódromo e o retorno será compartilhado, permitindo o desembarque em qualquer estação das linhas.

    As partidas dos trens expressos da Estação Barueri e da Estação Pinheiros com destino à Estação Autódromo serão feitas com intervalos de 60 minutos. Para embarcar, o passageiro deve seguir o horário escolhido no ato da compra, marcado no passaporte. O serviço expresso terá início sempre a partir do meio-dia e contará com 9 viagens de ida. A última viagem de trens expressos terá partida às 20h, na Estação Barueri.

    • Semiexpresso

    O primeiro lote custa R$ 15 (ida e volta). Essas serão as mesmas estações disponíveis para o retorno do festival, sempre com embarque na Estação Autódromo.

    As partidas dos trens do serviço semiexpresso serão feitas com 30 minutos de diferença em relação ao serviço expresso. Com início a partir das 11h30, a última viagem sai da Estação Barueri às 19h30.

    Para adquirir qualquer uma das duas possibilidades, basta acessar o site Passaporte Mobilidade, escolher o serviço e selecionar o horário de embarque e a estação de preferência. No dia do evento, será necessário apresentar o código de passagem para realizar o embarque. Na volta, apresente o mesmo código na Estação Autódromo para retornar com todo conforto e segurança.

    • Carros

    Bolsão para Táxis

    Avenida Antônio Barbosa da Silva Sandoval, antes com a cruzamento com a Avenida do Rio Bonito.

    Pontos de encontro de aplicativos e veículos particulares

    Pontos de encontro

    Avenida do Rio Bonito, após a Rua Antônio Barbosa da Silva Sandoval:

    Trajeto para chegar no ponto de encontro: seguir pela Avenida Interlagos, sentido Autódromo, à direita na Rua Antônio Barbosa da Silva Sandoval e à direita na Avenida do Rio Bonito;

    Trajeto para saída do ponto de encontro: seguir pela Avenida do Rio Bonito, sentido Avenida Atlântica / Ponte do Socorro.

    Avenida Rubens Montanaro de Borba antes da Avenida do Jangadeiro:

    Trajeto para chegar no ponto de encontro: seguir pela Avenida Miguel Yunes, à direita na Avenida Jair Ribeiro da Silva seguindo pela Avenida Mathias Beck / Av. Lourenço Cabreira, à direita na Praça João Beiçola da Silva e à direita Avenida Rubens Montanaro de Borba;

    Trajeto para saída do ponto de encontro: a partir da Avenida Rubens Montanaro de Borba, seguir à direita na Rua Justino Nigro, Rua Plínio Schmidt, Rua João Batista Cataldo e à esquerda na Avenida Jair Ribeiro da Silva, sentido centro.

    Que horas abrem e fecham os portões?

    De acordo com a organização do festival “The Town”, a abertura dos portões terá início sempre às 14h (horário de Brasília). O encerramento está previsto para às 2h.

    O que levar e não levar ao The Town?

    No site da Ticketmaster, empresa responsável pela venda dos ingressos, são informados os itens que podem ou não ser levados ao festival.

    Itens permitidos

    • Alimentos industrializados devidamente lacrados (exemplos: biscoitos, torradas, barras de cereal etc.);
    • Frutas cortadas e acondicionadas em embalagem transparente e não rígida, do tipo “Zip Lock”;
    • Sanduiches acondicionados em embalagem transparente e não rígida, do tipo “Zip Lock”.

    Itens não permitidos

    • Garrafas de qualquer gênero, tamanho ou material (exemplos: garrafas de água mineral, “squeezes”, etc), exceto garrafas plásticas para consumo de água, desde que sem tampa. A tampa poderá ser retirada pela segurança na entrada ou em qualquer local do evento (vide item 7 sobre bebedouros);
    • Embalagens rígidas e com tampa (exemplo: potes de plásticos do tipo “tupperware”);
    • Copos térmicos, de vidro ou metal;
    • Latas;
    • Capacetes;
    • Armas de fogo ou armas brancas de qualquer tipo (facas, soco-inglês, canivetes, etc);
    • Cadeiras/banquinhos;
    • Guarda-chuvas;
    • Objetos pontiagudos;
    • Objetos perfurantes ou cortantes (tesoura, estiletes, pinças, cortadores de unha, saca-rolhas);
    • Fogos de artifício, dispositivos explosivos, sinalizadores e aparatos incendiários de qualquer espécie;
    • Objetos de vidro, plástico ou metal (perfumes, cosméticos, inclusive desodorantes de qualquer tipo, pasta ou escova de dente);
    • Substâncias inflamáveis e/ou corrosivas;
    • Sprays;
    • Máquinas de incapacitação neuromuscular (tasers);
    • Ponteiros de laser, luzes estroboscópicas ou outros dispositivos emissores de luz;
    • Bebidas (em qualquer tipo de recipiente);
    • Skate, bicicleta ou qualquer tipo de veículo motorizado;
    • Isopor, cooler ou qualquer tipo de utensílio para armazenagem;
    • Bastão de selfie (extensor para tirar auto-retrato);
    • Câmeras fotográficas ou filmadoras profissionais ou com lente destacável;
    • Objetos profissionais para captura de imagem e som, como, por exemplo: máquinas fotográficas profissionais (lente intercambiável), equipamentos de filmagem profissionais, drones ou outros objetos voadores;
    • Itens que possam ser utilizados para marketing de emboscada;
    • Substâncias venenosas e/ou tóxicas, incluindo drogas ilegais;
    • Bandeiras ou cartazes contendo mensagens ou símbolos com divulgações comerciais ou ainda com referências a causas discriminatórias, ofensivas, homofóbicas, racistas ou xenófobas (F1);
    • Drones, também denominados VANT (veículo aéreo não tripulado), RPA (Remotely-Piloted Aircraft), Aeronave Remotamente Pilotada e equipamentos similares.
      alimentos que representem intuito de comercialização ou que possam representar riscos à segurança.
    Mais Recentes da CNN

    Mais Recentes da CNN