Shoppings de SP se antecipam e vão fechar as portas a partir de quinta


Pedro Duran Da CNN Brasil, em São Paulo
18 de março de 2020 às 18:37 | Atualizado 18 de março de 2020 às 18:46
Shopping Light, em São Paulo

16.mar.2020 - Shopping Light, no centro de São Paulo. Consumo afetado pelo coronavírus

Foto: JOÃO ALVAREZ/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Depois de receber a recomendação do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), para fecharem as portas a partir da próxima segunda-feira, dia 23 de março, algumas redes de shoppings centers resolveram se antecipar e não abrirão as portas a partir desta quinta-feira (19).

É o caso da rede Multiplan, que comanda os shoppings Anália Franco, Vila Olímpia, Park São Caetano e Morumbi, e do grupo Aliansce Sonae, detentor dos shoppings Bourbon e Morumbi Town. As informações são da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop).

Já o Shopping D&D, que fica na zona sul da capital paulista, vai abrir as portas nesta quinta, mas na sexta-feira passará a atender os clientes por WhatsApp. Os lojistas já reconhecem que o ritmo de vendas diminuirá significativamente.

A decisão afeta 89 shoppings da região metropolitana de São Paulo.

Serviços essenciais que funcionam nestes shoppings, como laboratórios médicos, consultórios médicos, farmácias, supermercados e restaurantes que atendem por delivery, seguirão funcionando normalmente.