Rio de Janeiro decreta 'lockdown parcial' e fechará calçadão na zona oeste


Giovanna Bronze, da CNN
06 de maio de 2020 às 21:16 | Atualizado 06 de maio de 2020 às 21:31
Funcionário sanitiza estação do metrô no Rio de Janeiro

Funcionário sanitiza estação do metrô no Rio de Janeiro em meio à pandemia de coronavírus 

Foto: João Gomes/MyPhotoPress/Estadão Conteúdo (7.abr.2020)

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), anunciou nesta quarta-feira (6) que irá começar um “lockdown parcial”. A ação começará a valer a partir desta quinta (7), na zona oeste da capital.

Crivella anunciou que o primeiro passo será colocar grades no calçadão de Campo Grande, centro comercial de grande movimentação. A Secretaria Municipal de Ordem fechará os cinco acessos do local e a Guarda Municipal ocupará o espaço 24 horas por 7 dias – mas o prazo pode ser estendido.

Somente funcionários de serviços essenciais serão autorizados a circular pelo espaço, desde que apresentem o documento que comprove o trabalho.

A Prefeitura do Rio chamou “lockdown parcial” porque fecha parcialmente apenas uma zona da cidade para a circulação, em vez de todo o município.

Leia também:

Entenda a diferença entre isolamento social e lockdown

Covid-19 só não chegou ainda a sete dos 92 municípios do RJ

Em vídeo, o prefeito anunciou que fechará o calçadão após uma série de denúncias na região feitas pelo Disk-Aglomeração, serviço da prefeitura que recebe relatos de aglomerações de pessoas. As denúncias podem ser feitas pelo telefone 1746, pelo WhatsApp (3460-1746) ou pelo site.