Pernambuco determina isolamento mais rígido para conter avanço da Covid-19

Estado tem risco de colapso na saúde com falta de leitos

Da CNN
11 de maio de 2020 às 13:23 | Atualizado 11 de maio de 2020 às 14:09

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, e o prefeito do Recife, Geraldo Júlio – ambos do PSB – se reuniram no sábado (9), no Palácio do Campo das Princesas, sede administrativa do estado para discutir medidas de combate ao novo coronavírus na região. Ambos anunciaram novas restrições de isolamento social em pelo menos quatro municípios do estado, incluindo a Grande Recife. As medidas restritivas mais rígidas desde o início da pandemia.

Entre as decisões anunciadas está a restrição de circulação de pessoas, rodízio de veículos, uso obrigatório de máscaras e sanitização de ruas. A partir de sábado (16), Olinda, Jaboatão dos Guararapes, Camaragibe e São Lourenço da Mata também entrarão nas novas regras e serão fiscalizadas. Em caso de descumprimento, o indíviduo será orientado a voltar para casa.

Leia também: 

Ministro da Justiça troca diretores da Polícia Federal ligados à Lava Jato
Após decisão da Justiça, Câmara de BH retoma atividades nesta segunda
Bloqueio total foi para evitar colapso, diz prefeito de Niterói

O governo estadual não utiliza o termo "lockdown", mas o decreto de quarentena proíbe que pessoas saiam de casa sem necessidade. Recife é a quarta capital do país a adotar proibição de circulação de pessoas - as outras três são Belém, São Luís e Fortaleza.

coronavírus, pernambuco, Recife, praia
Vista da Praia de Boa Viagem na Zona Sul de Recife (PE). O governo de Pernambuco determinou o fechamento de praias e parques do Estado até o dia 20.
Foto: Foto: Marlon Costa/Futura Press/Estadão