Monumentos da cidade de São Paulo ganham máscaras de proteção contra Covid-19

Ação do governo estadual e da prefeitura de São Paulo tem como objetivo conscientizar a população sobre a importância de se proteger durante a pandemia

Da CNN, em São Paulo
12 de maio de 2020 às 12:23 | Atualizado 12 de maio de 2020 às 12:23
Vista do Monumento às Bandeiras, em frente ao Parque do Ibirapuera, na zona sul de São Paulo, que amanheceu com máscaras de proteção em alusão ao combate ao coronavírus
Foto: Felipe Rau/Estadão Conteúdo

Neste mês, 16 monumentos e estátuas da cidade de São Paulo ganharam máscaras de proteção. A ação, que teve início nesta terça-feira (12), é uma iniciativa do governo estadual e da prefeitura e tem como objetivo conscientizar as pessoas sobre a importância de usar o item para se proteger durante a pandemia do novo coronavírus. 

Leia também:

Doria diz que estado recebeu doação de mais R$11,65 mi para ajuda a vulneráveis

Covid-19: Hospitais de campanha em SP têm quase 60% dos leitos ocupados

Trânsito em São Paulo cai 80% no primeiro dia de ‘super rodízio’

Entre os monumentos e estátuas que fazem parte da ação, estão o Monumento às Bandeiras, estátua da Praça IV Centenário, estátua de Pedro Álvares Cabral, estátua de Faria Lima, estátua de Nicolau Scarpa, estátua de Mário de Andrade, estátua do Borba Gato, Monumento Francisco de Miranda, busto de Mário de Andrade, Monumento Anhanguera, estátua de Luiz Gama, estátua de Luiz Lázaro, estátua do Índio Caçador, estátua de Adoniran Barbosa e estátua de Baden Powell. 

Desde o dia 7 de maio, o uso da máscara passou a ser obrigatório em todo o estado. De acordo com a atualização mais recente da Secretaria Estadual de Saúde (SES-SP), há 46.131 casos confirmados de Covid-19 no estado de São Paulo, com 3.743 mortes.