Ação da Cielo dispara 16% com notícia de pagamentos via WhatsApp

Os pagamentos serão processados pela Cielo, empresa de meio de pagamentos, mas Facebook diz que o programa é aberto e novos bancos que entrarão no futuro

Fernando Nakagawa
Por Fernando Nakagawa, CNN  
15 de junho de 2020 às 11:13 | Atualizado 17 de setembro de 2020 às 14:52
WhatsApp tem mais de 2 bilhões de usuários no mundo todo
Aplicativo WhatsApp em smartphone: A chegada do sistema de pagamentos ao Brasil foi comemorada até por Mark Zuckerberg, fundador do Facebook
Foto: Phil Noble - 27.mar.2017/ Reuters

A notícia de que o WhatsApp iniciou nesta segunda-feira o sistema de pagamentos instantâneos com processamento pela Cielo faz a ação da empresa disparar na B3. Nos primeiros negócios, a ação da empresa de meios de pagamentos subia 16,86%, negociada a R$ 4,92. 

Segundo o Facebook, os pagamentos começam com usuários do aplicativo que têm conta no Banco do Brasil, Nubank e Sicredi.

Leia também:
WhatsApp: STF julga se Justiça pode bloquear aplicativo no país
WhatsApp limita encaminhamento de mensagens para frear fake news sobre COVID-19

A empresa diz que o programa é aberto e novos bancos que poderão entrar no futuro. Os pagamentos serão processados pela Cielo, empresa de meio de pagamentos. 

A chegada do sistema de pagamentos ao Brasil foi comemorada até por Mark Zuckerberg, fundador do Facebook.

“O Brasil é o primeiro país onde nós vamos oferecer pagamentos amplamente via WhatsApp. Mais vai vir em breve”, disse Zuckerberg no Facebook.