Paraná determina quarentena mais rígida pelos próximos 14 dias

Apenas serviços essenciais podem funcionar nas regiões de Curitiba, Foz do Iguaçu, Londrina, Cascavel, Cornélio Procópio, Toledo e Cianorte

Iara Maggioni Da CNN, em Curitiba
30 de junho de 2020 às 17:01 | Atualizado 30 de junho de 2020 às 17:04
A partir desta quarta-feira (1º), sete regiões do Paraná terão quarentena mais rigorosa para conter o avanço do novo coronavírus. O

Pelo período de 14 dias, apenas serviços essenciais podem funcionar nas regiões de Curitiba, Foz do Iguaçu, Londrina, Cascavel, Cornélio Procópio, Toledo e Cianorte.

O comércio nao essencial tem que ficar fechado, assim como shoppings, salões de beleza, clubes  e academias. Restaurantes e lanchonetes só podem funcionar na modalidade delivery ou com entregas no balcão.

Leia e assista também

Caiado pede apoio de prefeitos para lockdown em Goiás

Com 3 mortes por Covid-19, cidade no Recôncavo Baiano decreta lockdown

As regiões onde houve determinação de quarentena mais restritiva respondem por 75% dos casos confirmados do novo coronavírus no estado.

O objetivo do governo é atingir, pelo menos, 55% de taxa de isolamento social nesses locais. No último final de semana, a taxa de isolamento em todo Paraná foi de 45%.

Entre segunda e terça-feira, o estado registrou 1.536 casos confirmados e 36 mortes, o maior número desde o início da pandemia. O estado acumula 649 óbitos confirmados e 22.623 casos. O Ministério Público do Paraná já havia solicitado o lockdown nas regiões leste e oeste do estado.