Grandes eventos podem alastrar Covid-19, diz representante do governo de SP

A declaração foi feita após a coletiva na qual o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), anunciou o cancelamento da festa de fim de ano na Avenida Paulista

Da CNN
17 de julho de 2020 às 14:58 | Atualizado 17 de julho de 2020 às 15:22

O coordenador do Centro de Contingência de São Paulo, Paulo Menezes, disse à CNN, nesta sexta-feira (17), que grandes eventos, como o tradicional Réveillon na Avenida Paulista, em meio à pandemia da Covid-19 poderiam causar muitas vítimas da doença. Mais cedo, o prefeito Bruno Covas (PSDB) anunciou o cancelamento da festa de fim de ano na Avenida Paulista na passagem de 2020 para 2021.

"Enquanto nós não tivermos uma proteção como uma vacina, nós não podemos pensar nesse tipo de evento da perspectiva da saúde", defendeu Menezes, que é professor titular e chefe do Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina e coordenador do Núcleo de Pesquisa em Saúde Mental Populacional da Universidade de São Paulo (USP).

Leia também:

Virada Cultural de SP será totalmente online, diz Bruno Covas
Região de Piracicaba volta para fase vermelha em plano de reabertura de SP

Em relação a festas como o Carnaval, a Parada LGBT e a Marcha Para Jesus, que ainda não tiveram definição divulgada, Menezes manifestou posição semelhante. "Esses tipos de evento que reúnem milhares e até milhões de pessoas não têm condição de ser realizado enquanto não tivermos uma proteção efetiva contra a transmissão e e infecção contra o vírus", completou.

Outros eventos

Segundo Covas, ainda não há definição sobre outros grandes eventos que ocorrem anualmente na capital paulista. Ele informou que a administração municipal continua em contato com os organizadores da Parada LGBTQIA e a Marcha para Jesus, e que anunciará uma posição após diálogo com esse grupos.

Outro evento que segue sem definição é o Carnaval de 2021. De acordo com o prefeito, ainda não há uma decisão, mas a gestão municipal dialoga com as escolas de samba e com outras cidades para tentar tomar uma decisão conjunta.