Após quatro anos em queda, roubo a bancos cresce 28% no estado de São Paulo


Da CNN
31 de julho de 2020 às 08:38

 

O número de roubo a bancos no estado de São Paulo voltou a crescer depois de quatro anos em queda. De acordo a Secretaria Pública, SP registrou um aumento de 28% nos ataques realizadas contra as agências.

Cerca de 14 ocorrências já foram registradas apenas neste ano, três a mais do que o mesmo período do ano passado. Em contrapartida, roubos de carros e de carga apresentaram queda.

A última ação foi registrada em Botucatu, no interior de São Paulo. A cidade teve episódios de violência durante a noite de quarta-feira (29) e a madrugada de quinta (30).

Ao menos três agências bancárias foram atacadas por criminosos e houve trocas de tiros. As ações, que começaram por volta das 23h30, duraram cerca de três horas.


Leia também:

'Tinham armamento poderoso', diz porta-voz da PM sobre tiroteio em Botucatu

Moradores relataram o pânico da madrugada violenta. Um dos moradores da cidade, o médico Pedro Hamamoto conta que a ação foi assustadora.

"Foi bem assustador. Começamos a ouvir tiros e explosões por volta das 23h. Moro próximo das agências que foram assaltadas, então deu para ouvir tudo", afirmou Hamamoto, que vive em um apartamento na região central.

Em entrevista à CNN, o secretário-executivo da PM de São Paulo, coronel Álvaro Camilo disse que os suspeitos tiveram acesso às informações dos bancos antecipadamente.

"Foi uma ação muito audaciosa e de madrugada. Mas a polícia foi bem presente junto com os batalhoões das regiões vizinhas. Infelizmente, dois confrontos aconteceram de imediato. Agora será iniciado um processo de investigação para que seja possível chegar a esta quadrilha. Foram apreendidas sete fuzis, cinco veículos, uma metralhadora e uma arma de calibre .50. A polícia continua na região procurando pelos criminosos", afirmou. 

(Edição: Sinara Peixoto)