Frio vai avançar até áreas mais ao norte do Amazonas, diz meteorologista

André Madeira diz que apesar do fenômeno estar chegando em quase todo o Brasil, é no sul que a situação será mais complicada,

Da CNN, em São Paulo
21 de agosto de 2020 às 18:42

A frente fria que chegou ao Brasil nesta semana despencou as temperaturas em vários estados e fez nevar em regiões do sul do país.

O fenômeno, que costuma atingir mais fortemente os estados brasileiros longes da linha do Equador, pode chegar também aos locais de clima mais tropical, onde quedas de temperatura são incomuns,  avalia o meteorologista André Madeira, em entrevista para a CNN.

“Junto à frente fria há uma massa de ar polar, que derrubou as temperaturas. Temos o ar frio avançando pelo centro-sul do Brasil, chegando nos estados de São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul e no norte do país, em locais como Rondônia, Acre e avançando até mesmo para áreas mais ao norte no Amazonas.”

Leia também

Cidades do Rio Grande do Sul têm neve e chuva congelada; veja imagens

Visão Responde: Como o frio afeta a saúde das pessoas?

O meteorologista André Madeira
Foto: CNN (21.ago.2020)

Ele diz que, apesar do fenômeno estar chegando em quase todo o Brasil, é no sul que a situação será mais complicada, com mínimas em Curitiba próximas de zero grau e uma situação que favorece a formação de neve.

“A neve acontece por conta da frente fria junto com massas de ar polar mais intensas. Para ter neve é preciso frio intenso com muita humidade. Isso acaba gerando congelamento, que é o que vemos em algumas cidades. Vamos ter noites muito frias por conta do ar frio e da ausência de nuvens no sul do Brasil”, avalia.

(Edição: Sinara Peixoto)