Mulher morre baleada ao proteger o filho durante tiroteio no Rio de Janeiro

Ana Cristina da Silva estava indo trabalhar quando uma intensa troca de tiros teve início no Complexo do São Carlos

Da CNN
27 de agosto de 2020 às 10:59 | Atualizado 27 de agosto de 2020 às 12:50

Ana Cristina da Silva, de 25 anos, foi morta enquanto tentava proteger o filho durante um tiroteio no Complexo do São Carlos, no limite com a Zona Norte do Rio de Janeiro, na noite dessa quarta-feira (26).

De acordo com as informações, a mulher estava indo trabalhar quando a intensa troca de tiros teve início. Ana Cristina se curvou para proteger o filho, de três anos, e foi atingida. Ela morreu no local.

Leia e assista também: 

Menino de 11 anos morre após receber descarga elétrica de celular carregando
Jovem morre baleada por GCM em dispersão de festa em Rio Claro

Ana Cristina da Silva, de 25 anos, morreu tentando proteger o filho em troca de tiros no Rio de Janeiro
Foto: Reprodução/CNN (27.ago.2020)

No vídeo acima, é possível ouvir a criança cantando enquanto homens armados passam do lado de fora da casa.

Um policial militar e um morador também foram atingidos pelos disparos. Não há informações sobre o estado de saúde deles.

De acordo com informações da plataforma Fogo Cruzado, ao menos 84 pessoas foram atingidas por bala perdida somente neste ano, na Região Metropolitana do Rio. Catorze delas morreram.

 

Criança canta durante operação policial no Rio de Janeiro
Foto: Reprodução/CNN

(Edição: André Rigue)