Terremoto na Bahia: morador de Salvador sentiu 'cama tremer' durante fenômeno

Leonardo Rattes relatou à CNN tremor de terra na capital baiana; prefeito de outro município atingido diz que não houve feridos

Da CNN
30 de agosto de 2020 às 13:08 | Atualizado 30 de agosto de 2020 às 13:11

Um terremoto de magnitude 4,6 foi sentido em diversos municípios da região do Recôncavo Baiano (BA) e do sul da Bahia, além da capital Salvador, na manhã deste domingo (30). Leonardo Rattes, que mora na cidade, relatou à CNN o momento de susto que viveu ao acordar.

"De repente, comecei a sentir a cama tremer e achei muito estranho. A porta e janelas começaram a bater. Só pensei: 'não é possível a Terra tremendo aqui em Salvador'. Isso durou uns dois ou três segundos. Levantei e fui até a varanda, para ver se tinha algum vizinho na rua", contou.

Além dos vizinhos, Rattes disse que viu muitos relatos do terremoto nas redes sociais. "Eu moro no bairro Castelo Branco e outra pessoa, de outro bairro, falou que também tinha sentido. Mas tinha gente dizendo que não sentiu nada. Pelos relatos nos grupos de WhatsApp, nem todo mundo aqui em Salvador sentiu esse tremor de terra."

Leia também:

Moradores relatam terremoto em cidades da Bahia
Ciclone extratropical chega ao sul da Bahia e pode causar ventos de até 75 km/h
Filhotes de tartaruga em extinção nascem e são soltos no mar na Bahia

Interior do estado

A cidade de Amargosa, a 241 km de Salvador, foi uma das mais atingidas pelo terremoto. Segundo o prefeito, Julio Pinheiro, não houve registro de feridos nem grandes danos materiais em seu município. "Segundo a Defesa Civil da Bahia, foram dois tremores em que o epicentro se deu realmente na nossa região", afirmou.

Pinheiro relatou que após os diversos relatos de moradores sobre os tremores, a prefeitura enviou equipes da Guarda Municipal e engenheiros às ruas, para avaliar os possíveis danos materiais e humanos.

"Felizmente, até o momento, não temos nenhuma informação de vítimas. Nossa equipe está se deslocando para a zona rural, onde houve mais relatos de danos às residência."

O prefeito de Amargosa disse que essa não foi a primeira vez que a cidade é abalada por tremores. "Já ocorreu anteriormente há alguns anos, mas agora estamos vivendo de forma muito mais intensa e repetidas vezes. Realmente assustou pela excepcionalidade do caso."