Traficante do PCC, André do Rap vai ser incluído na lista da Interpol

A área de inteligência da PF conta com agentes de dentro e fora do Brasil, além da colaboração internacional com polícias de outros países

Basília Rodrigues
Por Basília Rodrigues, CNN  
12 de outubro de 2020 às 20:52 | Atualizado 13 de outubro de 2020 às 07:06

A operação de captura do traficante André Macedo Oliveira, o André do Rap, mobilizou a área de inteligência da Polícia Federal e nas próximas horas será emitido o alerta de difusão vermelha da Interpol, que reúne procurados internacionais com ordem de captura.

A área de inteligência da PF conta com agentes de dentro e fora do Brasil, além da colaboração internacional com polícias de outros países.

Leia também:
Fux deve enviar para o plenário do STF caso de André do Rap
PF aciona adidos no exterior para prender André do Rap, do PCC

André Oliveira Macedo, o André do Rap, do PCC
Foto: Reprodução/CNN Brasil (12.out.2020)

"Estávamos esperando chegar o mandado de prisão, que foi expedido pela Vara de Santos. Com a chegada do mandado (chegou hoje pela manhã), a difusão é feita", afirmou à CNN, um dos responsáveis pela investigação.

De acordo com agentes da PF, ouvidos pela coluna, os trabalhos da inteligência incluem visita aos últimos endereços pelos quais André passou antes de ser preso e também o contato com membros da família. Integrantes da investigação na Polícia Civil de São Paulo afirmam que dificilmente André tenha conseguido se esconder depois de ter deixado a cadeia, no sábado, sem fazer contato com algum familiar.

"Mais cedo ou mais tarde, ele cai. Hoje o mundo é pequeno", afirmou um agente da PF com experiência em operações do tipo. Essa tem sido a tônica de vários agentes e delegados com quem a coluna conversou nesta segunda-feira: a de que o traficante será capturado.