"Choveu quase metade da média do mês em poucas horas em SP", diz meteorologista

"Hoje, só nas últimas horas com a chuva, o acumulado já chegou aos 50 mm, para a média mensal que é de 126 mm", explica João Bastos, da Climatempo

Da CNN, em São Paulo
25 de outubro de 2020 às 15:57 | Atualizado 25 de outubro de 2020 às 16:09

 

O volume de chuvas com a mudança brusca de tempo em São Paulo neste domingo (25), alcançou grandes índices, provocando alagamentos e até granizo. Quem explica é o meteorologista do Climatempo, João Bastos, em entrevista à CNN.

"Hoje, só nas últimas horas com a chuva, o acumulado já chegou aos 50 mm, para a média mensal que é de 126 mm. Ou seja, choveu quase a metade (da média) do mês em apenas três, quatro horas de chuva", disse. 

Leia também

Chuvas fortes deixam capital paulista em estado de atenção e provocam alagamento

Chuva perde força e São Paulo volta para estado de observação após temporal

 
Foto: Reprodução/CNN


"Nas próximas horas a tendência é chuva moderada, o enfraquecimento da chuva até o final do dia. As instabilidades estão avançando para o Vale do Paraíba. Até às 18h, ainda há risco de chuva forte", explica Bastos.

O meteorologista cita também que Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo devem encarar chuvas fortes e possíveis alagamentos nas capitais. "Os acumulados são tão elevados que podem provocar transbordamento de rios e córregos, principalmente no Espírito Santo".

Já na região Sul, as áreas de instabilidade devem perder força na região Sul, conta. O que predomina hoje é o sol e as temperaturas elevadas. "A chuva acontece com fraca e moderada intensidade, exceto no Vale do Itajaí e na região serrana de Santa Catarina, onde será mais forte".

Alagamento registrado no domingo (26) na Avenida Engenheiro Caetano Álvares, Zona Norte da capital
Foto: Reprodução/Twitter