Justiça vai contra prefeitura e libera consumo de bebidas dentro de bares em BH

A medida atendeu ao pedido da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel)

Pedro Teodoro e Isabela Filardi*, da CNN, em São Paulo
12 de dezembro de 2020 às 14:48
Foto: Arquivo/ PBH

O Tribunal de Justiça de Minas gerais (TJ-MG), liberou na última sexta-feira (11) a venda e o consumo de bebidas alcoólicas nos bares e restaurantes de Belo Horizonte.

A medida atendeu ao pedido da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), mas foi contra o posicionamento da prefeitura da capital, que, neste sábado (12), afirmou que vai recorrer da decisão. 

Assista e leia também

AstraZeneca compra farmacêutica Alexion por US$ 39 bi, na reta final da vacina

China aconselha comissários de bordo a usar fralda para evitar Covid-19

A proibição havia começado na segunda-feira (7), por meio de um decreto da PBH. Segundo a prefeitura, a decisão foi tomada em decorrência do aumento de novos casos de novo coronavírus na cidade.  

O decreto em questão permitia que padarias, lanchonetes, bares e restaurantes continuassem servindo alimentos para os clientes no local, menos bebidas alcoólicas.  

Até o momento, segundo a secretaria de saúde da capital mineira, BH tem 57.330 casos confirmados de Covid-19 e 1.736 mortes.  

A ocupação de leitos de UTI Covid está em 56,7% e enfermaria Covid está em 52,4%. 

 

(*Supervisão de Ludmila Candal)