Média de casos de Covid-19 em Búzios aumentou para 1400% em dois meses

No dia 10 de dezembro, a cidade bateu seu recorde e registrou 101 novos casos da doença

Leandro Resende
Por Leandro Resende, CNN  
17 de dezembro de 2020 às 13:58 | Atualizado 17 de dezembro de 2020 às 13:59
Protesto em Búzios contra decisão da Justiça que decretou lockdown
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Dados do Monitora Covid-19, portal da Fiocruz, revelam que a cidade de Búzios, na Região dos Lagos, vive uma explosão de pessoas com novo coronavírus nos últimos dois meses. O município tinha dois a três casos confirmados por dia desde setembro, número que aumentou para média de 30 no começo deste mês - aumento de 1400%. No dia 10 de dezembro, a cidade bateu seu recorde e registrou 101 novos casos.

De acordo com Christovam Barcellos, pesquisador e responsável pelo portal Monitora Covid-19, o número de óbitos na cidade continua baixo, mas pode aumentar. “Casos mais graves podem levar ao óbito em 2 ou 3semanas, isso seria o final de dezembro”, afirmou.

Leia também:
Justiça proíbe entrada de turistas em Búzios e fecha estabelecimentos comerciais
Búzios é a cidade do Rio mais dependente do auxílio-emergencial, indica estudo

O pesquisador diz que, por enquanto, não é possível afirmar que a alta de casos na cidade tenha relação com a entrada de turistas, e que é necessário que a Secretaria de Saúde investigue a origem desses casos - se são de moradores locais, veranistas ou pessoas que tiveram contato com turistas.

“Três pessoas morreram depois do dia 10. Isso pode ser considerado pouco, mas o importante nesse caso é a tendência de alta e é importante ter algum tipo de controle, com máscaras e restrição de circulação e aglomerações”, resumiu o pesquisador da Fiocruz.