Justiça adia depoimento de Wilson Witzel para o dia 28 de dezembro

A audiência estava marcada para acontecer nesta sexta-feira (18) mas a defesa de Witzel pediu o adiamento para analisar melhor os autos do processo

Da CNN, em São Paulo
18 de dezembro de 2020 às 17:08

A Justiça do Rio de Janeiro decidiu atender a pedido da defesa do governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), e remarcou o depoimento do ex-juíz para o dia 28 de dezembro.

A audiência estava marcada para esta sexta-feira (18), mas a defesa de Witzel pediu o adiamento para ter mais acesso aos autos do processo.

A nova data foi marcada pelo presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Claudio de Mello Tavares. Witzel agora está na segunda fase do processo de impeachment, que envolve uma banca jurídica. No dia 28, outras 6 testemunhas do caso vão depor.

Leia também

Sessão do impeachment de Witzel tem pedido de suspensão de depoimentos negado

Tribunal Misto decide ouvir 29 testemunhas no processo de impeachment de Witzel

Alerj contraria recomendação do TCE e aprova contas do governo Witzel

Nessa quinta-feira (17) depuseram o ex-secretário de Desenvolvimento Econômico do Rio de Janeiro Lucas Tristão e do presidente nacional do PSC - partido de Witzel -, Pastor Everaldo.

O primeiro, que era braço direito de Witzel enquanto ele ocupava o Palácio das Laranjeiras, disse que atualmente se considera inimigo do governador.

Já o pastor, que está preso, se disse sem condições de prestar depoimentos, mas negou participar dos esquemas que levaram a queda de Witzel.

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel
Foto: José Cruz/Agência Brasil (11.jun.2019)