Brasil terá medidas de restrição para voos originários do Reino Unido

Brasil define medidas de controle sanitário na chegada de voos originários do Reino Unido. Uma mutação da Covid-19 levou diversos países a suspenderem voos

Por Diego Freire, da CNN, em São Paulo
22 de dezembro de 2020 às 04:39 | Atualizado 23 de dezembro de 2020 às 07:40


Em nota divulgada na noite desta segunda-feira (21), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou uma série de medidas de controle sanitário a serem tomadas na chegada de voos provenientes do Reino Unido aos aeroportos internacionais de Cumbica, em Guarulhos (SP), e Tom Jobim (Galeão), no Rio de Janeiro.

As precauções foram definidas após a descoberta de uma variante do novo coronavírus que circula no país europeu, considerada mais contagiosa. Nos últimos dias, diversos países do mundo impuseram restrições à chegadas de voos originários de aeroportos britânicos - inclusive nações sul-americanas, como Argentina, Chile e Colômbia.

Até o momento, o Brasil segue recebendo voos do país, mas, a partir de agora, com ações de controle no desembarque. 

Leia também:
Veja quais países suspenderam voos do Reino Unido por mutação do coronavírus

OMS: Mutação do coronavírus é mais contagiosa e ainda não mostra maior gravidade

Pfizer e Moderna testam eficácia de vacinas contra mutação da Covid-19

As medidas incluem fiscalização no interior da aeronave, antes do desembraque; solicitação de informações sobre os passageiros às companhias aéreas; e acompanhamento do trânsito dos passageiros até a área de imigração para fiscalizar o distanciamento social.

Segundo a Anvisa, um voo que chegou ao aeroporto internacional de Tom Jobim (Galeão), no Rio de Janeiro, por volta das 19h40 desta segunada, já foi inspecionado. O mesmo processo será adotado nos próximos voos provenientes do Reino Unido, de acordo com a agência. 

Destaques do CNN Brasil Business:
Governo envia SMS para pedir devolução de auxílio emergencial pago indevidamente

McDonald's lança sanduíche de carne de porco com bolacha Oreo na China

 

Veja, abaixo, as ações previstas pela Anvisa na chegada de aviões vindos do Reino Unido:

1- leitura de mensagem sonora no voo, já em solo brasileiro com a presença da autoridade sanitária

2- fiscalização no interior da aeronave, antes do desembarque

3- orientação aos passageiros e tripulantes sobre o monitoramento dos viajantes em solo nacional por autoridades brasileiras de saúde;

4- solicitação de informações sobre os passageiros e tripulantes à empresa aérea. Essas informações já foram enviadas às autoridades competentes.

A Rede CIEVS (Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde), ligada ao Ministério da Saúde, realizará os procedimentos de contato com os passageiros e tripulantes para monitoramento das condições de saúde e direcionamento aos serviços de atenção à saúde, bem como a adoção das medidas de prevenção e controle da Covid-19.

5- monitoramento dos procedimentos de limpeza e desinfecção da aeronave;

6- acompanhamento do trânsito dos passageiros até a área de imigração, orientando o distanciamento social e evitando a aglomeração;

Além das medidas acima, estão em andamento outras como restrições de acesso ao Duty Free.

Estas ações serão adotadas nos próximos voos provenientes do Reino Unido nos aeroportos de Guarulhos e Galeão.

De acordo com a Portaria 630/2020, que já havia sido publicada, a partir do dia 30 deste mês a entrada de viajantes por via aérea no país só será permitida com a apresentação de teste laboratorial do tipo RT-PCR, para rastreio da infeção por SARS-CoV-2, com resultado negativo.